sexta-feira, 6 de janeiro de 2006

Uma Cidade Flutuante (1869, 1870)


Contribua com a sua opinião acerca desta obra!

Sinopse:

Um navio amaldiçoado e um amor proibido são o centro da trama deste romance, que revela a faceta de apaixonado de Júlio Verne. A viagem começa em Liverpool e tem como destino Nova Iorque. Verne escreveu esta obra inspirada numa travessia ao Atlântico que fez a bordo do Great Eastern que foi considerado na altura, o maior paquete do Mundo (110m de comprimento). Serviu em 1865 para a instalação submarina do cabo telegráfico que ligava a Europa à América.

1 comentário:

Alfredo Monte disse...

A origem do texto está na viagem que Verne fez em 1867 no transatlântico (era o Titanic da época) Great Eastern. Assim, o grande escritor francês visitou os EUA, Nova York, Albany, as cataratas do Niágara. Mas a grande aventura mesmo é o próprio transatlântico, que reproduz balzaquianamente a sociedade do século XIX em seus conveses e cobertas. Esse caráter de microcosmo quase alegórico é o que ele enfatiza e parece tê-lo fascinado: o fato de algo artificial, criado com toda a tecnologia disponível (que, entretanto, falha tantas vezes) acabar espelhando a sociedade que o criou: “Se o Great Eastern não é apenas uma máquina náutica, se é um microcosmo e carrega um mundo consigo, um observador não se espantará de ali encontrar, como num teatro maior, todos os instintos, todos os ridículos, todas as paixões do homem”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...