domingo, 30 de março de 2008

'Jules Verne' pronto para manobra de atracagem

O módulo de carga está pronto para manobra final na quinta-feira O cargueiro espacial europeu Jules Verne (ATV) efectuou ontem com êxito as antepenúltimas manobras de atracagem à Estação Espacial Internacional (ISS, na sua sigla inglesa), onde também participam russos, americanos e japoneses. A nave pairou a 3,5 quilómetros do ponto onde efectuará a ligação final, prevista para quinta-feira. Até lá, haverá novos ensaios de aproximação e recuo do gigante de cinco toneladas.

Os peritos da Agência Espacial Europeia (ESA) dizem que a missão está a correr dentro do previsto e vão ensaiar nos próximos dias a difícil fase final. O veículo é novo e têm de ser testadas manobras evasivas, caso haja problemas de alinhamento.

A precaução justifica-se. As agências espaciais envolvidas temem a repetição de um incidente semelhante ao que quase matou os cosmonautas russos da Mir, em 1997. Um erro efectuado durante a atracagem de um veículo Progress (a nave de carga russa) provocou uma colisão com a estação e uma despressurização que esteve à beira de causar a catástrofe.

O cargueiro europeu é um veículo automático e constitui o essencial do esforço europeu para completar a ISS. A nave de carga leva comida, água e combustível, tendo sido desenvolvida com algum atraso. Devido ao peso elevado, a nave é lançada por um foguetão Ariane 5. Os abastecimentos retirados pela tripulação da ISS são substituídos por lixo. O módulo é depois lançado para a atmosfera, onde arderá sobre o oceano Pacífico. A Jules Verne permitirá acelerar a construção da ISS, cuja conclusão tem sido sucessivamente adiada, agora prevista para depois de 2010. Houve vários atrasos e problemas de financiamento.

FONTE: DN

terça-feira, 25 de março de 2008

Lula gigante é exibida em Museu de Paris

A primeira lula gigante a tornar-se peça de museu enriquecerá a colecção da Grande Galeria da Evolução do Museu Nacional de História Natural de Paris, graças a uma técnica de conservação inédita.

A bela "Wheke", nome dado a esta fêmea do molusco gigante (Architheuthis sanctipauli), apresentada nesta terça-feira à imprensa, mantém todas as suas formas e cor, assim como era no momento em que foi pescada, em Janeiro de 2000, no litoral da Nova Zelândia.
Antes da realização de um processo de "plastinação", era impossível apresentar estes cefalópodes fora de um recipiente cheio de álcool ou de formol.
"De acordo com o exame dos seus estatolitos (os ossos do ouvido), trata-se de uma fêmea adulta, com idade entre um ano e meio e quatro anos. O animal media por volta de nove metros e pesava 84 quilos. Infelizmente, é normal que tenha diminuído durante a plastinação", indicou o biólogo do museu Bernard Métivier.
Com isso, Wheke perdeu 2,5 metros de seu tamanho original. Na imensa Grande Galeria, ela parece bem modesta apesar dos seus seis metros e meio de comprimento, da nadadeira caudal à extremidade dos seus tentáculos.
"Não é normal que não haja nenhuma lula gigante no país de Júlio Verne", disse o biólogo neo-zelandês Steeve O'Shea referindo-se ao principal animal do romance "Vinte Mil Léguas Submarinas".
A oportunidade surgiu no dia 27 de Janeiro de 2000, quando uma rede trouxe o animal capturado a 615 metros de profundidade. O cefalópode foi baptizado Wheke, nome da lula gigante de uma lenda maori (Te Wheke o Murangi) que teria sido perseguída pelo pescador polinésio que descobriu Aotearoa, a "Terra da longa nuvem branca", actual Nova Zelândia.
Para o museu, estava fora de questão "desvalorizar" o precioso animal colocando-o num recipiente. O animal foi então entregue ao laboratório italiano VisDocta Research, situado em Tignale, na beira do lago de Garde, entre Veneza e Milão.
Wheke passou dois anos e meio na Itália para uma plastinação, processo que consiste em "desidratar" o animal a baixas temperaturas para substituir todo o seu líquido (formol, álcool, água) por uma resina endurecedora. Depois ela foi pigmentada para apresentar uma cor mais próxima possível da de uma lula viva. Custo da operação: 65.000 euros.
O resultado é espantoso. O pequeno gigante das profundezas marinhas ganhou muitos admiradores, dado o grande número de visitantes da Grande Galeria: mais de 125.000 entre Janeiro e Fevereiro, 54% a mais em relação ao mesmo período do ano passado.

FONTE: AFP

quinta-feira, 20 de março de 2008

Morreu Arthur C. Clarke

O escritor e inventor britânico Arthur C. Clarke morreu ontem em Sri Lanka com 90 anos. Publicou mais de 100 obras sobre ficção-científica, espaço e futuro entre elas o conto The Sentinel, que deu origem ao filme 2001: Uma Odisséia no Espaço e o premiado Encontro com Rama.

Clarke sempre mostrou a influência e admiração para com Jules Verne, fosse em artigos, entrevistas ou em prefácios como aconteceu no livro "The Definitive Biography" (a biografia de Jules Verne escrita por William Butcher).
Deixo a frase mais conhecida onde refere o escritor gaulês:

"A maioria das realizações tecnológicas foram precedidas por pessoas que as escreveram e as imaginaram. Estou certo que não teríamos homens na lua, se não fosse H. G. Wells e Jules Verne." (Arthur C. Clarke [ 1917-2008 ]).

Como homenagem, aqui fica um vídeo gravado em Dezembro aquando do seu aniversário:



Que descanse em paz!

domingo, 16 de março de 2008

J. Verne no pódio

Dois meses depois do pedido aqui no blog para votação em Jules Verne no site Jesuismort.com, este atingiu hoje o honroso 3º lugar.

Desde 12 de Janeiro amealhou 7.943.861 pontos, estando actualmente com mais de 10 milhões de pontos graças a vocês, amigos vernianos.

Estamos todos de Parabéns com esta posição mas de facto é que Verne a merece! Esta posição mostra bem que ainda há muitos leitores vernianos no Mundo que o autor ainda está bem "vivo" na literatura mundial.

Vamos continuar a votar para que Verne, pelo menos, se mantenha no pódio!

Com certeza Verne está a sorrir a todos que votaram nele... Obrigado a todos!

quarta-feira, 12 de março de 2008

'Júlio Verne - o Visionário' na revista GLOBAL

Há uns meses atrás, recebi um email de Rui Valério, jornalista de uma das maiores editoras de revistas em Portugal, Impala, onde este me comunicou que iria ser lançada uma nova revista e que pretendia incluir um artigo sobre Júlio Verne num dos seus número iniciais.
Pediu-me alguns informações e fotos sobre o escritor que eu forneci com todo o gosto.

Porém, devido a alguns problemas editoriais, o artigo não saiu na tal revista citada pelo jornalista, pensando, por isso, que teria havido um abandono do tal artigo. Mas, para mim surpresa, fui informado no dia de ontem, que o artigo fora incluído numa outra revista, também ela nova. Trata-se da revista portuguesa GLOBAL nº2, com edição em Dezembro de 2007.

Lá podemos encontrar um magnífico texto sobre Júlio Verne acompanhado com fantásticas fotos e outras informações. Tomei a liberdade de fornecer o seu conteúdo para que os lusófonos em todo o Mundo a tenham acesso e assim se deliciarem com o artigo "Júlio Verne - o Visionário".
Será também uma forma de publicitar o trabalho do jornalista Rui Valério em outros meios de comunicação.

Leia o artigo em baixo:

Artigo Visionario

terça-feira, 11 de março de 2008

'Jules Verne' virá a Portugal

O navio de cruzeiro “Jules Verne” irá fazer três escalas no porto de Leixões (Matosinhos/Portugal) nos próximos meses de Outubro e Novembro no âmbito de cruzeiros de Inverno, confirmou-nos hoje a autoridade portuária.

“Jules Verne” (ano de 1990 mas renovado e baptizado no final de 2007) com dimensões 150,72 x 20,60 m e com uma capacidade para 400 passageiros, irá fazer a sua primeira visita no dia 6 de Outubro às 9h00 (hora local). Virá de La Coruña com destino à capital portuguesa, Lisboa. Supõe-se que ficará apenas algumas horas em Matosinhos.

Dez dias mais tarde, com origem em St Peter Port (capital de Guernsey, ilha britânica), o navio virá novamente à cidade nortenha às 8h00 do dia 16. Terá como destino a capital da Madeira, Funchal.

Um mês depois, o paquete da MV Champ Elysees Ltd, escalará pela terceira vez em território português às 7h00 do dia 22 de Novembro vindo da capital portuguesa e com destino a Bremerhaven (Alemanha). É curioso que, uma hora mais tarde, irá aportar um navio também ele relacionado com o escritor. Tem o nome de "Albatros" (Robur, o Conquistador) e, como "Jules Verne", é um navio de passageiros com 214,00 x 24,00 m com bandeira das Ilhas Baamas. Será propositado estas duas visitas juntas ou apenas coincidência?

O amigo e verniano Carlos Patrício disse-nos num texto, que este ano seria "O Ano de Verne". Felizmente, tem toda a razão! Neste ano em que se comemora os 130 anos da sua visita a Portugal, e os 180 anos do seu nascimento, já tivemos um selo de homenagem, uma votação surpreendente, um artigo numa revista (disponível em breve), o ATV com o seu nome lançado para o espaço, foi tema de Carnaval e agora homenageado em dois navios e ainda por cima com visita marcada para Portugal. E ainda estamos no início... O que mais poderemos esperar?

Aqui fica uma foto do "Jules Verne" e do "Albatros":


Mais perto da data, iremos relembrar os nossos visitantes da sua visita ao território português.
Fotos: VisualShips e VesselTracker.

domingo, 9 de março de 2008

'Jules Verne' lançado para o espaço

O ATV (Automated Transfer Vehicle) Jules Verne, de 20 toneladas de carga, o maior veículo até agora lançado pelo foguetão Ariane 5 do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa, descolou às 01:03 locais (04:03 de Lisboa) e destina-se a reabastecer a ISS de água, combustível, víveres e material científico, bem como ampliar a sua órbita.

"Neste momento, tudo leva à conclusão de que se passou da melhor maneira possível", adiantou aos jornalistas Poiares Baptista, porta-voz da ESA para a estação localizada na ilha de Santa Maria (Açores).

A infra-estrutura dos Açores foi uma das cinco espalhadas por várias partes do mundo, que acompanharam o foguetão Ariane-5, com o Automated Transfer Vehicle (ATV).

Para além de comida, leva vários items relacionados com o autor que lhe dá o nome de forma a homenageá-lo por este ter colocado um homem no espaço quase 100 anos antes. São eles um fantástico e luxuoso livro do séc. XIX "De la Terre à la Lune" (Da Terra à Lua) e um manuscrito original do autor sobre o espaço e a astronomia: "En avant ! Ce doit être la devise de l'humanité". O manuscrito foi especialmente emprestado por Piero Gondola della Riva, e o livro pela biblioteca de Amiens, cidade onde Verne viveu e morreu em 1905.

Em baixo poderão ver as fotos tanto do livro como do manuscrito. Cliquem para aumentar:


Mais informações em ESA.
Vejam o vídeo do lançamento.

segunda-feira, 3 de março de 2008

"Jules Verne" adiado para Domingo

O lançamento da nave de carga «Jules Verne», o maior e mais complexo veículo espacial alguma vez construído na Europa e que levará um luxuoso livro e dois manuscritos originais do autor que lhe deu o nome, foi adiado um dia, para o próximo domingo, por motivos técnicos, anunciou hoje a Agência Espacial Europeia (ESA). Trata-se do primeiro de uma série de cinco ATV que a ESA se comprometeu a fornecer à ISS, que orbita a Terra a 400 quilómetros de distância. Tem 19,5 toneladas de massa e pode transportar até 7,5 toneladas de carga.

As verificações prendem-se com preocupações relativas ao sistema de separação do ATV do foguetão Ariane subsequente ao lançamento, agora previsto para as 03:59 (hora de Lisboa) de domingo, dia 9 de Março, na Guiana Francesa.

sábado, 1 de março de 2008

Phileas Fogg e Passpartout em Portugal

Duas companhias de teatro universitário da América Latina participam, com outras sete portuguesas e cinco espanholas, na 12.ª edição do Ciclo de Teatro Universitário da Beira Interior, de hoje a 14 deste mês, na Covilhã.


"Vai haver de tudo para todos", disse Rui Pires, director do TeatrUBI, grupo da Universidade da Beira Interior, que, em 2009, vai completar 20 anos e que organiza o ciclo em conjunto com a ASTA - Associação de Teatro e Outras Artes, da Covilhã. "Vão subir ao palco diferentes géneros, para todo o tipo de público".

"Temos o teatro português, talvez mais alternativo e experimental, os espanhóis, com peças capazes de agradar a gregos e a troianos, e as companhias da América Latina, que suscitam maior curiosidade", sublinhou Rui Pires.

Entre as 14 peças que vão subir ao palco, está uma adaptação da obra histórica da literatura "A volta ao Mundo em 80 dias", de Júlio Verne, pelo grupo Grupo de Artes Escenicas Colombeia, Cuerpo de Artes Teatrales, Universidad de Puerto Rico Recinto de Cayey (Porto Rico). Esta peça será no dia 13 de Março.

Os espectáculos estão marcados para as 21.45 horas, no Teatro-Cine da Covilhã, com os bilhetes diários a variarem entre 1,5 e 3 euros, enquanto os gerais custam de 15 a 30 euros.

O relacionamento com companhias da América Latina "começou em 2005, quando participámos no Congresso Ibero-Americano de Teatro Universitário, cuja associação passámos a representar em Portugal", disse.

Depois do ciclo, o TeatrUBI vai iniciar uma digressão por Portugal e Espanha.
Mais informações no blog do TeatrUBI.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...