sábado, 31 de dezembro de 2011

VISÃO lança dicionário visual verniano

A revista VISÃO (Portugal) vai lançar durante o mês de janeiro uma coleção de 4 livros de 64 páginas cada em formato bilingue por apenas 1€.


Esta coleção apresenta os contos preferidos das crianças tanto em português como em inglês e é uma forma divertida para as crianças aprenderem e memorizarem, sem muita dificuldade, as palavras e expressões mais comuns em ambos os idiomas - português e inglês.

Cada livro será temático e tem mais de 200 palavras além de alguns exercícios práticos.

DATAS DE LANÇAMENTO:
5 Jan: Tom Sawyer, Pirate
O Corpo Humano e a Roupa

12 Jan: Jungle Book
O Reino Animal

19 Jan: Cinderella
A Casa e os Objetos do Lar

26 Jan: Volta ao Mundo em 80 dias
As viagens e os meios de transporte

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Passagem de ano com toque verniano

Acabamos de receber a notícia que amanhã à tarde, dia 31, a estação televisiva SIC (Portugal) irá transmitir dois filmes baseados na obra de J. Verne.

São eles A volta ao Mundo em 80 dias (2004) de Frank Coraci Eric Brevig com Jackie Chan, Steve Coogan, e Arnold Schwarzenegger, às16h05 e...


Sinopse: Prepare-se para uma viagem alucinante repleta de humor, espectaculares aventuras e acção sem precedentes nesta adaptação do célebre romance de Júlio Verne com a hilariante super estrela Jackie Chan (de “Shanghai Noon” e “Em Defesa de Sua Majestade”), num desafio a que nunca ninguém se propôs – bater o relógio numa corrida á volta do mundo em apenas 80 dias!

Juntamente com os seus companheiros, Chan embarca numa frenética aventura sem limites pelos quatro cantos do mundo, pelo ar, por mar e por terra, numa corrida contra o tempo, onde vai enfrentar uma série infindável de obstáculos e, contra tudo e todos, tentar provar aos cépticos membros da Academia que o feito proposto é possível.

Fique com o trailer:



...e Viagem ao centro da Terra (2008) de Eric Brevig com Brendan Fraser e Josh Hutcherson às 18h20.


Sinopse: Uma aventura emocionante para TODA a família!
Brendan Fraser é a grande estrela desta aventura recheada de acção, baseada no clássico de Júlio Verne e que irá de certeza divertir toda a família!
Na tentativa de encontrar o centro da Terra, Trevor Anderson (Fraser), o sobrinho e uma bela guia fazem uma sensacional descoberta, que os atira para uma emocionante viagem ao desconhecido. Na sua desesperada procura do caminho de volta, os três viajam através de mundos nunca antes vistos, deparando-se com criaturas e objectos inimagináveis.
Com espectaculares ambientes foto-realistas e técnicas de filmagem novas e revolucionárias, "Viagem ao Centro da Terra" é uma aventura épica que leva os espectadores directamente ao centro da viagem dos nossos heróis, partilhando com eles a sua louca e espectacular jornada.


Fique com o trailer:



O Blog JVerne deseja a todos os visitantes um extraordinário 2012 na companhia de J. Verne.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Novas imagens de ‘Viagem 2 – A Ilha Misteriosa’

A Warner Bros. divulgou novas imagens de Viagem 2: A Ilha Misteriosa, sequência do sucesso mundial de 2008, Viagem ao Centro da Terra – O Filme.


Confira:







O filme começa quando o jovem Sean Anderson recebe um sinal codificado de uma misteriosa ilha localizada onde nenhuma ilha deveria existir. É um lugar com formas estranhas de vida, montanhas de ouro, vulcões mortais e mais um segredo surpreendente.

Incapaz de impedi-lo de ir, o novo padrasto de Sean, Hank (Dwayne Johnson), une-se à busca. Juntamente com um piloto de helicóptero (Luis Guzman) e a sua linda e determinada filha (Vanessa Hudgens), eles partem para encontrar a ilha, resgatar um solitário habitante e escapar antes que as ondas de choque sísmico afundem a ilha e enterrem os seus tesouros para sempre.

Viagem 2: A Ilha Misteriosa é dirigido por Brad Peyton. O filme também é estrelado por Michael Caine como o avô de Sean, Alexandre Anderson, e Kristin Davis como a mãe de Sean, Liz Anderson.

O filme tem estreia prevista para 3 de fevereiro de 2012 no Brasil e 8 de março em Portugal.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Caroline en Picardie : à la Maison de Jules Verne à Amiens

Nesta reportagem, a jornalista francesa Caroline visita a Maison Jules Verne em Amiens. Esta residência, onde J. Verne viveu entre 1882 e 1900, funciona hoje em dia como o Centre International Jules Verne.

Para quem nunca a visitou, aqui está uma boa oportunidade com esta pequena reportagem em francês:



Aproveitando o tópico, deixo uma outra visita à maison de Jules Verne e uma cerimónia no cemitério de La Madeleine em Amiens na ocasião do centenário do aniversário da morte do escritor, em 2005.



Fonte: Facebook do JVerne.net

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

'Explorers of the Imagination - J. Verne & W. Disney'

Neste ano em que comemora o 110º aniversário do nascimento de Walt Disney, relembramos hoje, dia do 45º aniversário da morte do criador da The Walt Disney Company, este interessante documentário intitulado 'Explorers of the Imagination - J. Verne & W. Disney' com áudio em inglês e legendado em francês:

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Filme 'Journey 3' já em preparação

A New Line Cinema parece estar bastante satisfeita com o trabalho efectuado pela equipa criativa por detrás de "Journey 2: The Mysterious Island", a ponto de manter vários dos seus elementos para o terceiro filme da saga.


Apesar do filme ainda não ter estreado, o estúdio está com grandes expectativas em relação ao mesmo, a ponto de já estar a desenvolver mais uma sequela. A confirmar-se esta situação, Brad Peyton regressa para o cargo de realizador, Brian Gunn, Mark Gunn e Richard Outten, regressam para escrever o guião, e Beau Flynn, Charlotte Huggins e Tripp Vincent assumem novamente as funções de produtores.

E agora? Depois de Viagem ao Centro da Terra e A Ilha Misteriosa será que vem uma Volta ao Mundo em 80 dias ou 20000 Léguas Submarinas?

Fonte: PaperBlog

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Cinco novos posters de ‘Viagem 2 – A Ilha Misteriosa’

Viagem 2 – A Ilha Misteriosa (Journey 2: The Mysterious Island 3D), continuação do filme de 2008, acaba de ganhar 4 posters individuais dos principais personagens, e mais um poster com todos reunidos. Veja-os abaixo (clique para ampliar).




Fonte: CallmeHollywood

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Novo trailer de 'Journey 2: The Mysterious Island 3D'

Depois do lançamento de um trailer e de um vídeo behind the scene, a Warner Bros. disponibilizou on-line o segundo trailer de "Journey 2: The Mysterious Island". Este distingue-se do anterior por detalhar de forma mais pormenorizada o porquê dos diferentes personagens terem partido em direcção à Ilha, para além de expor melhor os cenários e os seres da ilha.


O enredo de "Journey 2: The Mysterious Island" é inspirado no livro, "A Ilha Misteriosa" da autoria de Júlio Verne, publicado originalmente em 1874. A história do filme irá inspirar-se (muito) livremente na premissa do livro, indo centrar-se em Sean Anderson (Josh Hutcherson), um jovem adolescente que é obrigado pela mãe a viajar com esta e o padrasto (Dwayne Johnson), em direcção à Ilha Misteriosa, para procurar o pai desta. Juntamente com um piloto de helicópteros (Luis Guzman) e a sua bela filha (Vanessa Hudgens), estes partem em direcção à Ilha, indo enfrentar várias adversidades para encontrar o solitário habitante.

O filme é realizado por Brad Peyton, através do guião de Richard Outten, Mark Gunn e Brian Gunn. "Journey 2: The Mysterious Island" conta no elenco com Dwayne Johnson, Michael Caine, Josh Hutcherson, Vanessa Hudgens, Luis Guzman, Kristen Davis.

Estreia no dia 10 de Fevereiro de 2012, nas salas de Cinema Norte-Americanas e em Março de 2012 em Portugal. Ainda não há data para o lançamento no Brasil.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

'The Steampunk Bible' chega às livrarias

Já à venda em Portugal, The Steampunk Bible.

A estética Steampunk inspira-se e remete para uma era vitoriana imaginária, fortemente inspirada na obra de Verne e Wells com um visual rebuscado que nasceu de visualizações das obras destes autores nas adaptações cinematográficas dos anos 50 - 20000 Léguas Submarinas e A Máquina do Tempo são as referências óbvias. Mas ultrapassou largamente estas influências para se estabelecer como uma concretização física de vastos mundos imaginários.

Além dos textos, o que também atrai nesta obra é a exploração gráfica do visual deslumbrante da estética Steampunk. É o seu ponto forte, o ser profusamente ilustrada com fotografias e pinturas ilustrativas do estilo. Para os fãs e curiosos das correntes culturais mais underground, esta The Steampunk Bible apresenta uma abordagem abrangente centrada na cultura maker/diy, moda, música, artes plásticas, literatura, cinema e televisão.

Tem um custo de €18,72.

domingo, 20 de novembro de 2011

Designer cria o submarino Nautilus

O personagem Capitão Nemo, do livro “20.000 Léguas Submarinas”, é considerado um dos mais importantes da literatura entre os amantes do gênero steampunk. Baseado em uma de suas criações, o designer Alan Rorie criou um veículo capaz de encher os olhos de qualquer aficionado do estilo.

Trata-se de uma recriação do Nautilus, o veículo utilizado pelo personagem no livro. Além da riqueza de detalhes, o modelo conta com uma porta de abertura em espiral, que dá um charme diferenciado ao equipamento. O acionamento é feito via RFID.



Fonte: Tecmundo.com.br

sábado, 19 de novembro de 2011

Roteirista de Se7en vai reescrever '20.000 Léguas Submarinas: Capitão Nemo'

Segundo o Deadline, Andrew Kevin Walker vai reescrever o roteiro de 20.000 Léguas Submarinas: Capitão Nemo, originalmente desenvolvido por Scott J. Burns. O filme da Disney será dirigido por David Fincher, com quem Walker trabalhou em Se7en.

Basta saber como a colaboração, antes sombria, funcionará nos moldes da Disney, que na versão do filme de 1954 colocou o marinheiro Ned Land (Kirk Douglas) para cantar e dançar com uma foca...

Fincher atualmente se prepara para lançar Millennium - Os Homens Que Não Amavam as Mulheres e ainda não decidiu se 20.000 Léguas será o seu próximo projeto. O diretor também é cotado para dirigir Cleopatra, com Angelina Jolie.

Fonte: Omelete

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

'Journey 2: The Mysterious Island' tem novo vídeo

Depois do lançamento do trailer e do poster, Viagem 2: A Ilha Misteriosa, a continuação de Viagem ao Centro da Terra, ganha um novo vídeo, que mistura cenas do trailer, momentos de bastidor e depoimentos do elenco:

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Trailer e poster de 'Journey 2: The Mysterious Island 3D'

Finalmente o primeiro trailer e poster de "Journey 2: The Mysterious Island 3D", sequela de "Journey to the Center of the Earth 3D".


Sem Brendan Fraser, mas com Dwayne “The Rock” Johnson no elenco, esta obra vagamente inspirada no trabalho de Júlio Verne “The Mysterious Island” seguirá as aventuras de Sean Anderson (Josh Hutcherson), que juntamente com o padrasto (Dwayne “The Rock” Johnson) terão de viajar até uma mítica ilha de forma a salvar o seu avô, o único habitante da ilha, antes que entre em colapso.

O realizador deixa de ser Eric Brevig para ser Brad Peyton, que assinou recentemente «Cães e Gatos 2: A Vingança de Kitty Galore». Do restante elenco destacam-se Michael Caine no papel do avô, Vanessa Hudgens como interesse romântico de Sean e Luis Guzmán como um dos companheiros de aventura.



Fonte: c7nema.net

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Hayley Atwell entra para continuação de "20.000 Léguas Submarinas"

Mesmo tendo sido cortada de “Os Vingadores”, ter feito “Capitão América - O Primeiro Vingador” abriu algumas portas para Hayley Atwell. Ela ficará com o principal papel feminino em “The Return Of Captain Nemo”, que será uma continuação de “20.000 Léguas Submarinas”, clássico de Júlio Verne, que já viu algumas muitas adaptações para o cinema.

No filme, o presidente liberta o Capitão Nemo de sua prisão para que ele ajude na investigação de recentes ataques de monstros marinhos a embarcações, que estariam desaparecendo. O filme terá um visual steampunk, com cenários feitos por computador, no melhor estilo “300”, para baratear os custos.

O elenco se completa com David Morrissey no papel do tio de Sara, a personagem de Atwell, e conselheiro do presidente, e Hugh Bonneville, que ficaria com o papel de Nemo.

Por fim, é importante que se diga: este filme não tem relação alguma com o “20.000 Léguas Submarinas” que David Fincher pretende dirigir.

Fonte: Pop.com.br

domingo, 6 de novembro de 2011

Revelada existência do Cap. Nemo na Galiza (Espanha)

Como já dito em tópicos anteriores, em Espanha, principalmente na Galiza, há bastantes referências/homenagens a Júlio Verne pelo facto de na sua obra, 20000 Léguas Submarinas, o autor ter referido a baía de Vigo (Portugal teve direito a muitas mais referências ao longo das suas obras e até a duas visitas do escritor à capital e nunca nada do género se fez, infelizmente).

São duas as homenagens ao escritor francês já visitadas pelo Blog JVerne. A primeira foi na cidade de Vigo e a segunda em Redondela. Recentemente apareceu uma terceira em La Coruña mas... já lá vamos.

Na costa da cidade podemos encontrar o famoso Aquarium Finisterrae junto ao histórico farol da Torre de Hércules, o mais antigo farol de origem romana ainda em uso, recentemente acrescentado à lista da UNESCO como Património da Humanidade.

Toda a costa galega está no museu/aquário: os pescadores, os mercados da venda de peixe, as canções de marinheiro... Até o espectacular ambiente natural marinho faz parte do museu. Mas como temos acesso ao fundo do mar?
Através do Nautilus, claro está!!

Descendo pelo Nautilus, temos acesso a uma sala submersa onde podemos reviver o sonho de Júlio Verne. Lá encontra-se também o escritório do capitão Nemo com música em fundo composta para este ambiente. O cenário segue à risca a descrição do livro do escritor. Os armários do século XIX guardam louça em porcelana e colecções de conchas, há cartas marítimas espalhadas, velhos mapas emoldurados, cadeirões sobre tapeçarias e uma mesa com entalhes dourados na penumbra. Atrás, rente ao vidro da janela, desfila um tubarão-touro, seguido por um cardume de robalos.


Além de todo este magnífico cenário, e para além de outros objectos, temos acesso a cartas de navegação e documentos pessoais, tudo original da segunda metade do século XIX relacionados com a personagem da obra de Júlio Verne.

Mas, como é isso possível? Através de um texto onde o director nos explica o porquê da construção da secção do Nautilus, é-nos dito que nos finais de 1988 receberam uma chamada telefónica de uma pessoa que dizia ter um posse livros, cartas e fotografías que podiam ser de interesse para a futura instalação municipal. Como resultado desse contacto receberam-se os documentos referidos.

[...]Entre outros, estava uma primeira edição de 20000 Léguas Submarinas. Também vinham algumas fotografias de várias ilustrações e distintas paisagens costeiras galegas em que aparecia um objecto com aspecto de submarino, outras -em cenários irreconhecíveis- do submarino em questão com uma grande semelhança com o descrito por Júlio Verne na obra mencionada mas curiosamente dotado de uma espécie de câmara na sua parte inferior. Segundo a pessoa que enviou os documentos, disponha no total de 46 fotografias. Uma delas correspondia ao retrato de um homem de idade avançada, usando um chapéu, e sentado num escritório cheio de mapas, objectos náuticos e objectos pessoais. De acordo com a informação recebida, atrás da fotografia podia-se ler, em castelhano: "Auto retrato do velho N. no seu escritório". Outra fotografia correspondia, segundo afirmava, ao barco "Saint-Michel III" e tinha atrás a inscrição em francês "Ao meu bom amigo, o Capitão. Lembrança da nossa viagem a Vigo" seguido da assinatura "Jules Verne". Nenhuma das fotografias tinha data.[...]

Continua no original aqui.

Em 2002, o Museu decidiu tornar pública esta informação mas até hoje ainda não conseguiu obter as respostas para as suas perguntas apesar da constante análise dos objectos e fotografias conseguidos. Dessa forma, decidiu colocar algumas fotos do material conseguido online com esperança que alguém os ajude. Veja aqui, entre outras, a fotografia do tal velho N.

Localização:
GPS: 43º22'57.06" N, 8º24'37.44" W
Aberto todos os dias das 10h00 às 19h00; aos fins-de-semana e feriados fecha às 20h00
Bilhetes a 10€, crianças com menos de 14 anos e adultos com mais de 65 anos pagam 4€.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Edição comentada e ilustrada de '20 mil léguas submarinas'

Não perca a partir do dia 14 do corrente mês, a Edição Definitiva - Comentada e ilustrada de 20 mil léguas submarinas de Jules Verne.

Esta edição da editora brasileira Zahar terá 456 páginas. A sua tradução está a cargo de André Telles e a sua apresentação de Rodrigo Lacerda.

SINOPSE

Há mais de 150 anos, a obra mais famosa de Jules Verne encanta leitores de todas as idades. O escritor ajudou a criar um novo gênero literário, a ficção científica, e seus livros tinham um traço premonitório. Muitas das invenções humanas posteriores foram antecipadas em suas páginas. 20 mil léguas submarinas é um exemplo.

A aventura é das mais emocionantes. O leitor é transportado para 1866, ano em que navios de diferentes nacionalidades começam a naufragar e sofrer misteriosas avarias. As descrições revelam que um ser “comprido, fusiforme, fosforescente em certas ocasiões, infinitamente maior e mais veloz que uma baleia” seria o responsável. Imediatamente, governantes e homens da ciência mobilizam-se para deter o misterioso monstro marinho.

A missão, porém, não sai como esperado. Os responsáveis pela expedição são capturados pelo capitão Nemo, enigmático e problemático, criador do moderno submarino Náutilus, confundido com o tal monstro misterioso. A aventura só começou. A trupe vai viajar pelo fundo do mar, enfrentando águas remotas, criaturas das profundezas e uma fauna e flora exuberantes.

Um clássico da literatura mundial que merecia uma edição brasileira à altura. Esta chega agora com tradução cuidadosa, mais de 70 gravuras de época e notas explicativas.


Terá um custo de R$ 59,90.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

"Viagem ao centro da Terra" de 2008 na TV

Não perca hoje, dia 1, às 14h20, no canal SIC (Portugal), Viagem ao centro da Terra (2008) de Eric Brevig com Brendan Fraser e Josh Hutcherson.


Sinopse: Uma aventura emocionante para TODA a família!
Brendan Fraser é a grande estrela desta aventura recheada de acção, baseada no clássico de Júlio Verne e que irá de certeza divertir toda a família!
Na tentativa de encontrar o centro da Terra, Trevor Anderson (Fraser), o sobrinho e uma bela guia fazem uma sensacional descoberta, que os atira para uma emocionante viagem ao desconhecido. Na sua desesperada procura do caminho de volta, os três viajam através de mundos nunca antes vistos, deparando-se com criaturas e objectos inimagináveis.
Com espectaculares ambientes foto-realistas e técnicas de filmagem novas e revolucionárias, "Viagem ao Centro da Terra" é uma aventura épica que leva os espectadores directamente ao centro da viagem dos nossos heróis, partilhando com eles a sua louca e espectacular jornada.


Fique com o trailer:



Não perca!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Cutty Sark patrocina viagem à volta do Mundo em 80 dias

O rio Manzanares que atravessa Madrid foi testemunha do lançamento do maior barco navegável em Espanha fabricado com embalagem da Tetra Pak. A apresentação deste barco com 5 metros de comprimento fez parte de uma campanha de publicidade da marca Cutty Sark.

O barco foi fabricado com embalagem Tetra Pak que pelas suas características de resistência, leveza e flexibilidade permite a construção de um barco de papel navegável capaz de transportar até 2 pessoas.


De facto, o evento La vuelta al mundo en 80 días, uma homenagem à viagem realizada por Phileas Fogg no romance de Júlio Verne, marcou o arranque da campanha da Cutty Sark em Espanha que levará duas pessoas a dar a volta ao mundo.

Saiba mais sobre esta iniciativa em: www.lavueltaen80dias.com.

sábado, 29 de outubro de 2011

'Viagem ao Centro da Terra' com capa fantástica

A editora brasileira ATICA lançou no corrente mês Viagem ao centro da Terra de J. Verne.

"Eu queria desde o início trabalhar com 2 ideias. A primeiro, contar um pouco do livro já na capa, mostrando por onde os personagens andam, trazer o clima do livro. A outra ideia tinha a ver com representações cartográficas e curvas de nível, cortes de relevo e essas coisas.

É a primeira capa de livro que faço e fiquei imensamente feliz pelo processo e resultado. Espero que venham mais.
"

Por Carlo Giovani, autor da capa do livro, em sobrecapas.blogspot.com.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

'À Volta da Lua' na colecção 11x17

A editora portuguesa Bertrand irá lançar mais uma obra de J. Verne na sua coleção de livros de bolso, 11x17. Desta vez, chega-nos um empolgante romance, sequência de Da Terra à Lua, onde Júlio Verne antecipa o desenvolvimento da astronaútica, À volta da Lua.

Trata-se do 5º livro do autor editado na colecção depois de A Volta ao Mundo em 80 dias, Viagem ao Centro da Terra, Vinte Mil Léguas Submarinas e Da Terra à Lua.

Disponível a partir de Novembro.

Fonte: Facebook 11x17

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Aplicativo de programação baseado em 'A Jangada' (Versão 3.1)

Eduardo Weiland, programador em computadores e tradutor de algumas obras de J. Verne disponibilizadas na Biblioteca Júlio Verne, elaborou um aplicativo baseado na obra A Jangada, cuja ação é quase inteiramente passada no Brasil, disponibilizando-o a todos os visitantes do Blog JVerne.

Para quem leu a obra, já suspeita da utilidade deste aplicativo. Depois de instalado o software, uma simples janela abre-se com uma área para digitar o texto a ser codificado/descodificado. Selecione a opção desejada em Ferramentas e clique OK. Pronto! Na mesma janela aparecerá o texto resultante. Quem se lembrar até pode utilizar a senha da obra de Verne.

Atualização:

Está disponível a nova versão de CódigoJV. A versão 3.1 traz algumas pequenas novidades em relação à versão anterior. Primeiramente, três novas ferramentas de manipulação do texto estão disponíveis.
  • MAIÚSCULAS: que transforma todo o texto em maiúsculas
  • minúsculas: que transforma todo o texto em minúsculas
  • Iniciais Maiúsculas: que transforma a primeira letra de cada palavra em Maiúscula.
Além dessas três novas ferramentas, CódigoJV v3.1 traz ainda um novo menu na caixa de texto, com acesso fácil às opções de codificação.

Você pode baixar a nova versão de CódigoJV nos links abaixo:
Instalador para Windows (XP, Vista, 7)
Código-fonte (como compilar?)

Visite também o site do projeto em codigojv.sourceforge.net.

Fonte: EWsoft

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Personagens de 'A volta ao Mundo...' por William Candido

Olá, meu nome é William Candido, um grande admirador das obras de Verne.
Há um bom tempo fiz estes desenhos e, depois de os fotografar, decidi enviar para o Blog JVerne.

O rascunho, esboço inicial, foi feito durante uma aula. Era para eu estar prestando atenção no que o professor explicava mas a empolgante história que eu acabara de ler não saía dos meus pensamentos.
Tanto que acabei desenhando os personagens como eu os imaginava, ficou meio simples. Foram pintados apenas com lápis de cor, sem nenhum tratamento digital, mas acho que ficou bom.
Futuramente, quando eu tiver um tempo sobrando, eu faço outra ilustração, mais refinada e sobre outra história.

Aqui ficam fotos do processo, desde o rascunho inicial até o desenho pronto.








Bom, é isso então.
Espero que gostem.
William Candido

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Deux ans... de férias

Abdalan da Gama presenteia-nos mais uma vez com mais um magnífico trabalho de alinhamento em Francês-Português de uma obra verniana em formato e-book.

Depois de "A Volta Ao Mundo Em 80 Dias - Le Tour Du Monde in 80 Jours" e "Viagem ao centro da Terra - Voyage au centre de la Terre", "A Esfinge Dos Gelos - Le Sphinx Des Glaces" e "As Atribulações De Um Chinês Na China - Les tribulations D'un Chinois en Chine", chega-nos desta vez a obra "Dois anos de férias - Deux ans de vacances"

Deixa-vos a sinopse da obra:

Um grupo de crianças a bordo de um navio chamado "sloughi" partem da costa sem nenhum adulto que os pudesse ajudar. São apanhados por uma tempestade e vêm acostar a uma ilha deserta, onde formam uma colónia. Nesta ilha eles aprendem muitas técnicas de caça e outras habilidades úteis a sua sobrevivência, e vão explorar todos os recantos da ilha. Involuntariamente, por esta razão, os jovens terão dois anos de férias. No decurso do segundo ano vêm acostar outros náufragos, na verdade, temíveis criminosos condenados a penas pesadas que evitam cumprir. Então dá-se uma luta entre os jovens e os criminosos.

Dois Anos de Férias - Deux Ans de Vacances

Fica o nosso agradecimento a Abdalan da Gama por todo o seu fantástico trabalho e o desejo que um dia nos volte a presentar com mais magníficas traduções de obras vernianas. Obrigado Abdalan da Gama.

sábado, 8 de outubro de 2011

Relógio de Júlio Verne chegou ao Brasil

Depois de ter sido editado em Portugal, a Editora Planeta DeAgostini relançou, a partir do dia 27 de setembro, com exclusividade em bancas de algumas cidades dos estados do Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo (Brasil), uma coleção imperdível para os amantes de história e os apreciadores da relojoaria: Coleção Relógios Históricos.

Cada fascículo acompanha um relógio de bolso que homenageia um personagem. A segunda edição é dedicada a Júlio Verne. O relógio que acompanha o fascículo é recheado de referências ao escritor.

A coleção completa contará com 50 relógios desenhados exclusivamente para os colecionadores. Dentre os modelos, há aqueles com ou sem tampa, com corrente, com ponteiros que giram para a esquerda ou com mostrador de 24 horas.

Os relógios seguem acompanhados de fascículos cuidadosamente editados com informações sobre as peças e, principalmente, dos personagens que lhes empresta o nome, além de uma parte especialmente dedicada ao contexto histórico em que cada modelo se inspira, mostrando os avanços técnicos e correntes artísticas da época.

Os fascículos dessa obra única serão quinzenais e a primeira edição terá o preço especial de R$ 16,99. Para os que preferirem o conforto de receber em casa e garantir a coleção , a Editora Planeta De Agostini preparou um pacote especial de vantagens para assinantes: os exemplares serão enviados sem custos de frete para todo o Brasil, com o compromisso de preço fixo até o final da coleção e ainda oferece como cortesia 2 magníficas caixas expositoras para acomodar a coleção.

O preço promocional da segunda entrega é de R$ 29,99 com relógio + fascículo dedicado a Júlio Verne.
A partir da terceira edição o preço passa a ser de R$ 49,99.

Mais informações acesse: www.planetadeagostini.com.br

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Nobel da Química 2011 descobriu a vocação científica ao ler J. Verne

O laureado com o Nobel da Química 2011, o israelita Daniel Schechtman, que descobriu a vocação científica durante a leitura de Júlio Verne, batalhou anos contra o ceticismo dos seus pares para fazer reconhecer a sua descoberta dos quasi-cristais.

Depois de ler A Ilha Misteriosa 25 vezes na infância", disse que esta era a melhor escolha que podia ser feita. O engenheiro do livro conhece a mecânica e a física e cria toda uma vida numa ilha a partir do nada”, confidenciou durante uma entrevista publicada em abril pelo quotidiano israelita “Haaretz”.

Nascido há 70 anos em Telavive, Daniel Schechtman descobriu um material útil para proteções antiaderentes e a sua peculiar estrutura. É o resultado de uma vida inteira dedicada à investigação, destacam as agências internacionais.

O cientista é professor no Departamento de Materiais do Instituto Tecnológico de Haifa e de Ciências dos Materiais da Universidade Estatal de Iowa (Estados Unidos).

Após doutorar-se, em 1972, trabalhou nos laboratórios de investigação Wright Patterson AFB, Ohio (EUA) e três anos mais tarde entrou no Departamento de Engenharia de Materiais do Instituto Tecnológico de Israel.

A sua principal conquista na ciência, que lhe valeu o Nobel, foi a descoberta, em 1982, dos quasi-cristais, que revolucionou o conceito dos químicos sobre os materiais sólidos.

@Lusa
Fonte: Notícias.sapo.pt

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

'Théâtre du Soleil' no Brasil com peça baseada em obra de J. Verne [Atualização]

SESC traz à cidade de São Paulo no Brasil, Os náufragos da louca esperança - a nova criação da companhia Théâtre du Soleil, de Ariane Mnouchkine, de 5 a 23 de outubro, no SESC Belenzinho.


O SESC São Paulo (Brasil) está prestes a receber a mais nova montagem do lendário grupo francês Théâtre du Soleil, comandado por Ariane Mnouchkine - uma das mais importantes diretoras de teatro em atividade no mundo. Os náufragos da louca esperança, inspirado no romance póstumo Les naufragés du Jonathan (Os náufragos do Jonathan), de J. Verne, estreia no dia 5 de outubro, quarta-feira, às 19h, no SESC Belenzinho e encerra a temporada de 15 apresentações, no dia 23, domingo.

A trupe retorna ao mesmo lugar em que se apresentou em 2007, quando esteve pela primeira vez no Brasil com Les ephémères - Os efêmeros - ainda nas instalações provisórias do SESC Belenzinho. Agora, com a unidade inaugurada, a companhia se apresenta na praça de eventos, em uma estrutura construída especialmente para recebê-la, com cerca de 1500m² destinados ao palco e a plateia, com 585 lugares.

A vinda do Théâtre du Soleil reafirma a ação cultural do SESC São Paulo, conforme afirma seu Diretor Regional, Danilo Santos de Miranda: “Possibilitar o contato do público brasileiro com o trabalho de Ariane Mnouchkine, um teatro de forte engajamento social, é principalmente contribuir, por meio da arte, para a formação de cidadãos mais críticos, conscientes e atuantes”.

Para saber o que mais o espera nesta viagem, aguarde dia 20 de setembro, quando estreia o hotsite desta temporada de Os náufragos da louca esperança.

Mais informações: Sescsp.org.br

Atualização: Os ingressos para as apresentações em São Paulo esgotaram em 2 horas! Agora, o Théatre du Soleil anuncia que fará 10 sessões no Rio de Janeiro, entre 8 e 19 de novembro, na Arena HSBC, na Barra. Os ingressos serão postos a venda em outubro, em data e local ainda a serem anunciados.
Informação enviada por Carlos Patrício.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

A musicalidade em '20.000 Léguas Submarinas'

Na superfície do oceano uma violenta tempestade agita as águas. A câmera, então, submerge para mostrar o imponente submarino em forma de peixe, Náutilus, navegando silenciosamente pelas calmas profundezas.

Em contraste com o espetáculo de som e fúria que se desenrola na superfície, aqui o silêncio é quebrado apenas pela “Tocata e Fuga em D Menor” de Bach, tocada pelo Capitão Nemo (James Mason) ao órgão. A lembrança desta cena me acompanha desde a infância, e para mim continua sendo um dos mais fortes exemplos da capacidade que o cinema tem de combinar imagem e música para maravilhar o espectador. Estou falando aqui, obviamente, de 20.000 Léguas Submarinas (1954), primeiro longa-metragem da Disney live-action que, até hoje, é a melhor adaptação da obra do escritor francês Júlio Verne para as telas.

Com uma produção esmerada, o filme foi a estreia na direção de Richard Fleischer, trazendo no elenco, além de Mason como Nemo, Kirk Douglas como o arpoador arruaceiro Ned Land, Paul Lukas como o oceanólogo francês Pierre Aronnax e Peter Lorre como seu assistente Conseil. Apesar da cena descrita na introdução destacar uma composição de música clássica, um dos pontos altos da produção é a trilha sonora incidental de Paul J. Smith, principal compositor da Era Dourada da Disney e que musicou centenas de curta animados, além de desenhos em longa-metragem como Branca de Neve e Os Sete Anões e Pinóquio.

Trabalhar para a Disney pode ter sido a melhor coisa para Smith, mas também pode ter sido a pior. Com suas partituras tendo que competir com as célebres canções das produções do estúdio, pouca coisa de seu trabalho foi lançada em disco, e seu nome não é muito conhecido nem pelos fãs de trilhas sonoras. Mesmo o magnífico score de 20.000 Léguas Submarinas, seu melhor trabalho, nunca recebera um lançamento oficial. Essa grave omissão finalmente foi retificada há dois anos, quando esta maravilhosa obra sinfônica foi lançada em um álbum digital exclusivo do iTunes, e agora em CD pelo selo especializado Intrada em parceria com a Disney.

Para o filme de Fleischer, a abordagem musical de Smith não poderia ser cinematograficamente mais tradicional – no melhor sentido da palavra: seu score é grandioso, romântico, aventureiro, trazendo vários leitmotifs. Os principais agentes da trama, humanos ou não, receberam temas próprios e expressivos, como a bela e elaborada melodia dedicada a Nemo; o motivo alegre, baseado na canção “A Whale of A Tale”, cantada por Kirk Douglas, que representa seu personagem Ned Land; e o acompanhamento de metais graves e ameaçadores, nos moldes do tema de King Kong de Max Steiner, para os ataques do imponente Náutilus.

O Capitão Nemo é o personagem mais fascinante e complexo do filme, e Smith criou um tema que traduz toda a sua melancolia, tristeza, rancor e mesmo a esperança em um futuro melhor para a humanidade. Este tema é ouvido com força épica em “Main Title”, que abre o filme, e pungentemente fechará a trilha sonora em “Finale / Deep Is the Mighty Ocean”. Além dessas faixas, outras passagens musicais se beneficiam com variações dessa excelente melodia. Por exempo, as visões submarinas do Náutilus são acompanhadas por acordes lentos e sombrios do tema. O próprio motivo que acompanha os ataques do submarino aos navios de guerra (“The Monster Attacks”) é uma espécie de espelho do tema de Nemo, onde os metais ameaçadores não deixam dúvidas de que o submarino, confundido com um monstro marinho desconhecido, é o instrumento de vingança do Capitão.

A canção “A Whale of A Tale”, composta por Al Hoffman e Norman Gimbel para a interpretação do astro Kirk Douglas, foi instrumentamente integrada por Smith ao score, tornando-se o tema do arpoador Ned Land. Lançada em compacto 45rpm pelo selo Decca em 1954, a canção foi um sucesso e por décadas foi o único material da trilha sonora do filme disponível em disco. Mas além desses temas, a partitura está repleta de grandes momentos cuidadosamente orquestrados e regidos por Smith, que emprega uma combinação de harpas e cordas graves para ambientar as sequências submarinas. Acostumado a compor para desenhos animados, Smith não deixa de empregar o recurso do “mickeymousing” nas cenas humorísticas entre Ned e Conseil, e sua música para os nativos da Nova Guiné que perseguem Ned e abordam o Náutilus segue o clichê da “música de índios” que à época era muito comum no cinema. Se esses momentos podem soar ingênuos aos ouvidos contemporâneos, eles são plenamente compensados por momentos belíssimos e evocativos como os que escutamos em “Deserted Sub/Burial”, “Nemo Wounded” e “Finale”. Sem falar na feroz música de batalha que pontua o confronto entre a tripulação de Nemo e a lula gigante (“The Giant Squid”), naquela que talvez seja a cena mais lembrada da produção.

A chegada deste CD de 20.000 Léguas Submarinas demorou, mas a espera valeu a pena. O som estéreo foi remasterizado a partir de gravações em três pistas que ficaram armazenadas nos cofres da Disney por mais de 50 anos. Apesar de por vezes mostrar sinais da idade, a qualidade do áudio no geral é ótima, o que demonstra o capricho que a equipe supervisionada pelo produtor Randy Thorton dedicou ao projeto. Além do score de Smith, o CD inclui como bônus quatro versões de “A Whale of a Tale” além de “And The Moon Grew Brighter and Brighter”, que foi o lado B do single lançado com a canção cantada por Douglas. Acompanha o disco um bonito encarte colorido de sete páginas com notas do compositor John Debney e de Randy Thornton, ilustradas com fotos e ilustrações.

A Intrada, que há tempos vem agregando ao seu catálogo trilhas sonoras raras de várias épocas, merece os parabéns por ter, finalmente, disponibilizado em CD (edição regular, não limitada) este clássico score de aventura e ficção cientifica, dando ao trabalho de Paul J. Smith todo o valor e o reconhecimento há muito merecido e, assim fazendo, levando-o a toda uma nova geração de aficcionados da música do Cinema.

Música composta e regida por: Paul J. Smith
Faixas:
1. Main Title (Captain Nemo’s Theme) *
2. Street Fight
3. Aboard the Abraham Lincoln/Hunting the Monster
4. A Whale of a Tale
5. The Monster Attacks *
6. Deserted Sub/Burial/Captured *
7. Fifty Fathoms/The Island of Crespo *
8. Storm at Sea/Nemo Plays
9. Strange Man of the Seas
10. Nemo’s Torment
11. Justified Hate
12. Searching Nemo’s Cabin
13. Ned’s Bottles
14. Ashore at New Guinea
15. Native Drums/Back to the Nautilus *
16. Submerge
17. The Giant Squid *
18. Ambush at Vulcania
19. Nemo Wounded *
20. Escape from Vulcania *
21. Finale / Deep Is the Mighty Ocean *

BONUS TRACKS
22. A Whale of a Tale (Single) – Kirk Douglas
23. And the Moon Grew Brighter and Brighter (Single B Side) – Kirk Douglas
24. A Whale of a Tale – Bill Kanady
25. A Whale of a Tale – TheWellingtons
26. A Whale of a Tale (Reprise) – Kirk Douglas
* Clipes de Som
Duração: 78:23
Selo: Disney/Intrada
Catálogo: D001415702

Artigo escrito por Jorge Saldanha do SCI FI do Brasil e cedido gentilmente ao Blog JVerne.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Festa global inspirada em Phileas Fogg

O The Global Party é um evento direccionado a mais de 80.000 convidados de elite de todo o mundo e será realizado em 80 locais de eleição hoje e/ou amanhã. Trata-se de uma iniciativa que visa arrecadar fundos para beneficiar cerca de 80 instituições de caridade.


A temática será inspirada nas aventuras de Willy Fog, “A volta ao Mundo em 80 dias”, personagem criada por Júlio Verne, num evento à escala mundial. A esta festa de elite associam-se diversos estabelecimentos emblemáticos, sendo que em Portugal a representação será da responsabilidade do Hotel The Vine (Madeira) e no Silk Club (Lisboa). Este projecto visa marcar a sua presença no livro de recordes do Guinness, como a maior festa de sempre, para além da promoção de angariação de fundos para importantes instituições de caridade.

Se se encontrar no estrangeiro, veja aqui se a The Global Party estará na sua cidade.

Veja o vídeo de apresentação:


Encontramo-nos lá?:)

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Box de '50 por 1' - A volta ao Mundo em 80 dias

A ideia só existia na ficção. A Volta ao Mundo em 80 Dias foi um dos romances de maior sucesso de Julio Verne e a trama começa quando, depois de uma aposta, Phileas Fogg parte com seu ajudante Passepartout em uma jornada para dar a volta ao globo em curtíssimo espaço de tempo.

Pois bem, em companhia com o jornalista José Antônio Ramalho, Álvaro Garnero fez a mesma aposta em um pub londrino e, em sua 4º temporada do 50 por 1, corre o globo para cumprir o que apostou: fazer a volta ao mundo em 80 dias, tal qual escrita no romance de Verne, sem avião. Aqui, em esta box de 5 DVD's (à venda apenas no Brasil) você acompanha tudo o que aconteceu nessa jornada: a pressa, o susto, as surpresas, as risadas e, principalmente, uma aventura única e inédita.

O lançamento irá ocorrer dia 26 do próximo mês e custará R$99.90.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Exposição "Science / Fiction: Voyage au coeur du vivant"

Não perca a partir do dia 8 de Setembro, e até dia 7 de Outubro, a exposição "Science / Fiction: Voyage au coeur du vivant" no Institut français du Portugal em Lisboa.

Trata-se de uma viagem entre o real e o imaginário com 29 fotografias científicas valorizadas em gravuras antigas que ilustram os romances de J. Verne. Estas fotografias abrangem todas as temáticas de investigação do INSERM, tais como neurociências, oncologia e imunologia entre outras...

As legendas são de Bernard Werber, escritor de ficção-científica, que irá dar uma palestra no dia da abertura da exposição pelas 19h.

Entrada livre.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

'20.000 Léguas...' de David Fincher já está escrito

Entrevistado pelo CinemaBlend, Scott J. Burns, o roteirista de 20.000 Léguas Submarinas, disse que já terminou de escrever o roteiro do próximo filme do diretor David Fincher para a Disney.


Burns disse também que, por conta de toda a computação gráfica que Fincher pretende usar (70% do filme), a pré-produção será extensa. "Não vamos começar a filmar tão cedo. Mas o roteiro está pronto e agora temos que contratar elenco", comentou. O cronograma otimista é que as câmeras comecem a rodar no segundo trimestre do ano que vem.

O roteirista concluiu que a ideia é fazer algo "realmente grande" e que, fora os personagens, o filme terá muito pouco em comum com a obra de Júlio Verne. "David e eu tivemos uma ideia muito boa para o relacionamento de Nemo, Aronnax e Land. É nisso que desejamos nos aprofundar. Mas acredito que é bem fiel ao espírito do livro.", completou.

Fonte: Omelete.com.br, Cinemaemcena

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

RBA lança nova edição da 'Biblioteca Júlio Verne'

Depois da anterior colecção ter saído em Portugal e muito tempo depois no Brasil, a RBA acaba de lançar em Espanha uma nova edição da colecção Biblioteca Júlio Verne - Edição de luxo.

As principais diferenças em relação à anterior estão no design das capas dos livros e na redução da lista, que passou de 67 para 20 entregas (nos comentários do lançamento da colecção anterior aqui no blog é bem evidente o descontentamento dos leitores por não terem conseguido completá-la).

Como tem sido hábito, tudo indica que esta colecção seja também lançada em português. Vamos esperar.

Até lá, fiquem com um vídeo de um verniano espanhol que nos apresenta esta nova colecção:

domingo, 28 de agosto de 2011

'Around the World... ' - Centro da Terra (Entrada em Portugal)

Desde 2008, aquando da sua volta ao Mundo em pouco mais de 80 dias, que o nosso livro tem visitado outras belas cidades e locais que não entraram no trajecto da sua viagem.

Mas, como nos mostrou Lidenbrock, o seu sobrinho Axel e o amigo Hans, há também outros locais no nosso planeta que merecem ser visitados apesar do grande público os desconhecer. Engane-se que pensa que alguns desses locais se encontram em áreas remotas, de difícil acesso, e/ou com grandes custos económicos. E se eu lhe disser que esses belos locais se encontram mais perto do que julga, quem sabe sob os seus pés?

Acompanhe-nos nesta magnífica viagem do livro... ao centro da Terra!

Em pleno coração de Portugal, na progressiva vila de Mira de Aire, apenas a 15Km de Fátima, encontra-se a entrada para um mundo de maravilhas subterrâneas, um espectáculo de sonho e grandiosidade.


Descoberta em 1947, os primeiros homens a entrar na gruta lançaram cordas grossas e, a pulso, desceram até uma pequena galeria. Avançando duas dezenas de metros, encontraram-se como que numa janela aberta sobre um precipício. O que existia em frente, a fraca luz do gasómetro não permitia ver com clareza. Algo como uma grande sala envolta na mais completa escuridão, fazia ecoar as suas vozes e o barulho das pedras que atiravam.


No entanto, só em 1971 é que, vencendo os obstáculos naturais, abrindo túneis, saltando precipícios, dando luz e som à beleza inanimada, se pôde oferecer a rota deslumbrante do mundo das estalactites.


Depois de serpentear por centenas de metros, revelam-se estranhas e variadíssimas formações calcáreas como também um regato, cujas águas saltitantes desaguam num lago subterrâneo.


Após anos de exploração, que ainda continua nos dias de hoje, esta Gruta faz parte de um grande sistema de galerias com mais de 11 Km.


Descidos mais de 680 degraus, chegamos ao fim da nossa viagem pelas Grutas de Mira de Aire, eleitas em 2010 como uma das 7 maravilhas naturais de Portugal.

E agora?
Depois de uma volta ao mundo e uma ida ao centro da Terra, qual será a próxima viagem do nosso livro?


Ir à Lua? Não, não.
Pensemos já numa ida a Marte!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...