terça-feira, 7 de setembro de 2010

Relógio de coleção baseado em Júlio Verne

EDIÇÃO EXCLUSIVA E INÉDITA

Reúna uma colecção exclusiva de relógios de bolso e realize uma autêntica viagem pela mão de grandes personagens da história.

Relógios de colecção oferece-lhe a oportunidade de desfrutar de peças únicas expressamente desenhadas para o coleccionador de relógios. Entre os modelos da colecção, há relógios com tampa, modelos com corrente a condizer, peças excepcionais como o relógio levogiro (isto é que os ponteiros giram para a esquerda) ou que apresenta um mostrador com 24 horas em vez de 12... Todos estes relógios têm a acompanhá-los o respectivo fascículo explicativo.

Esta é a colecção de relógios que homenageia personagens intemporais!

E entre eles não poderia deixar de estar o escritor universal, Júlio Verne, cujo relógio nele baseado (nº2 da coleção) se encontrará disponível nas bancas a €8.99 dia 20 do corrente mês.



Um «J» e um «V» entrelaçados, as iniciais da personagem a quem se dedica este relógio, destacam-se elegantemente com o seu relevo dourado e desenho sinuoso sobre o prateado da superfície. Na caligrafia cuidada que adorna a tampa posterior desta bela peça reconhece-se facilmente o gosto romântico que Júlio Verne tanto cultivava, seguidor das alocuções do poeta Lamartine e discípulo devoto do grande romancista Alexandre Dumas, iniciado no esoterismo e um grande estudioso de criptogramas. Verne teria escolhido um relógio semelhante para apetrechar a sua personagem inesquecível, Phileas Fogg, na mais célebre aventura «contra-relógio» em redor do planeta. Também se encontra em código o próprio nome desta personagem verniana, que neste caso remete ao texto esotérico renascentista O Sonho de Polifilo, livro de cabeceira da sociedade secreta rosa-cruzista A Névoa, a que Júlio Verne pertencia e que teve uma enorme influência com os escritores e artistas da época. Etimologicamente, Phileas pode decompor-se em eas, que em grego significa «todo», e philo, «filho», o mesmo que o seu equivalente Poli-filo. No que respeita a Fogg, o seu apelido, significa precisamente «névoa», enquanto o selecto clube britânico a que o personagem pertencia, o Reform Club, apresenta as conhecidas iniciais «R» e «C» de Rosa-Cruz.

Modelo de Júlio Verne


Tipologia
  • Relógio savonnette de duas tampas com dobradiças.

Descrição
  • Bisel liso prateado.
  • Tampa anterior com as iniciais «J» e «V» gravadas em relevo dourado sobre o prateado pontilhado.
  • Tampa posterior com motivas florais gravados com um efeito parcial de nigelado e guillochée.
  • Fundo do mostrador liso a imitar o branco nacarado.
  • Dois mostradores de tamanho diferente unem-se tangelcialmente pelas extremidades.
  • O mostrador maior, situado em cima, indica as horas, enquanto o inferior, de menor dimensão, mostra os segundos.
  • Numeração árabe cromada a preto sobre fundo branco nacarado em ambos os mostradores.
  • Ponteiros em forma de lança cromados a preto.
  • Coroa superior à altura do 12.
  • Argola de perfil ovalado, decorada e châtelé.
  • Aro da caixa liso.

Coleção lançada pela Planeta De Agostini (Portugal) cujo folheto publicitário pode ser descarregado aqui.
A assinatura só em válida para Portugal continental e insular.
Ver spot de TV.

Atualização:

Coleção lançada no Brasil.

9 comentários:

Frederico J. disse...

Depois de o Paulo me ter dado a notícia (não sei como me escapou a publicidade na TV mas a verdade é que nestes dias o carnaval me absorveu totalmente) fui logo a uma papelaria onde o senhor me disse:
"Nós temos muitos nºs 1 mas sabe, este 2º lançamento é outra coisa!
Mas acho que ainda tenho ali um..." E tinha! Fantástico!
Por isso amigos, não percam tempo pois é um relógio extraordinário e com muita procura. Só podia, né?

É um bonito relógio com um logotipo misturando as letras J e V maravilhoso. No texto diz que "também se encontra em código o próprio nome desta personagem verniana (Phileas Fogg)" mas ainda não consegui descobrir. Quem ajuda?
É verdade que Verne adorava criptogramas mas o fato de pertencer a uma sociedade secreta é tema para muita conversa.

Mais uma grande homenagem a Verne com este lindo relógio de bolso baseado em si próprio.

Esta semana o mestre está imparável!!!

Filipe Baeta disse...

Vale a pena esta colecção?
Os relógios são "de jeito"?

Frederico J. disse...

Nota-se que não são verdadeiras "pérolas" mas são bastantes bonitos e funcionais.

artesanato disse...

Parabéns pela estrutura e conteúdo de seu blog, forte abraço, Renato artesanato em mdf

Alex Sander disse...

Sou brasileiro. Não vejo a hora de ter o meu!!!

Marcelo disse...

Comprei o meu, mas veio com problemas não da corda, alguém pode me ajudar?

André disse...

O meu não da corda também.. alguém pode me ajudar?

Carlos Patrício disse...

Marcelo e André,

O relógio é movido a bateria, portanto, não é possível lhe "dar corda". O botão lateral, que teria essa função, é fake.

Na verdade, são duas baterias (aquelas tipo moeda, bem pequenas): uma para a máquina que marca a hora e outra para uma segunda máquina, exclusiva para o ponteiro dos segundos.

Qualquer relojoeiro faz a troca das baterias, sem problemas. Cada uma custa cerca de cinco reais.

=D disse...

o meu parou e girei no sentido ant-horario o ponteiro dos segundos sem puxa-lo e funcionou... eu acho que da corda sim!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...