quinta-feira, 16 de setembro de 2010

J. Verne em 'Cenas da literatura moderna'

A coletânea Cenas da literatura moderna reúne ensaios sobre as literaturas dos séculos XIX e XX, sublinhando as interfaces entre as literaturas modernas e suas relações com a Arte, a História e a Filosofia. Os ensaios exploram as possibilidades de leituras de obras das literaturas modernas brasileira, francesa e alemã, a partir de eixos teóricos específicos, como as teorias do campo, de Pierre Bourdieau, e a abordagem da análise do discurso de Dominique Maingueneau.

Edmar Guirra dos Santos, tradutor da revista Mundo Verne, colabora com o ensaio Povos primitivos em Les enfants du capitaine Grant, de Jules Verne cujo resumo colocamos em seguida:

Objetivando configurar a representação dos “povos selvagens” na obra Les Enfants du Capitaine Grant (1867), de Jules Verne, temos como proposta o estudo da figura de pensamento prosopografia e seus termos correlatos (a etopéia, a charge, a caricatura e o retrato). Para destacar as passagens que descrevem os “povos primitivos”, valemo-nos dos estudos de Philippe Hamon (1993) sobre o Descritivo. Visando estabelecer uma relação com a arte pictórica, sobretudo em sua interface “retrato”, tomamos como base as categorizações para o reconhecimento das descrições picturais de Liliane Louvel (1997), relacionando-as à questão prosopográfica. Buscamos, finalmente, aproximar as descrições feitas por Jules Verne de algumas gravuras que figuram em relatos de viajantes do século XVIII. 

Cenas da literatura moderna inclui um CD-ROM com mais textos e imagens, numa versão ampliada do livro.

Para adquirir este interessante livro é favor visitar o endereço da editora brasileira 7 Letras.

1 comentário:

Edge disse...

Caro Fred,

os organizadores do livro e os autores dos outros artigos estão muito agradecidos.
Expresso publicamente o nosso muito obrigado!
Desejando uma boa leitura a todos, despeço-me.
Abraço

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...