Entrevistas

Uma pessoa, um grupo de indivíduos e até povos inteiros podem desaparecer, mas não sem antes deixarem as suas histórias, as suas ideias, os seus sonhos e a descrição das suas realidades às gerações futuras. Foram várias as formas nas quais os nossos antepassados nos transmitiram a história sendo uma das mais antigas, a palavra impressa.

A seguir apresenta-se um grupo de entrevistas realizadas ao escritor por diferentes jornalistas. Este trabalho de recompilação foi realizado por Daniel Compère e Jean-Michel Margot, que publicaram o livro Entrevistas com Jules Verne 1873-1905, pelo editorial Slatkine em Génova, em 1998.

Todas elas podem ser encontradas em revistas ou jornais. No entanto, algumas não têm nenhuma informação sobre a sua origem. Por exemplo, uma entrevista realizada por um jornalista alemão foi recortada de um jornal e foi encontrada anos depois numa velha edição alemã de uma obra de Verne comprada pela cidade de Basel, na Suiça. Esta lista não está completa e nunca o estará, visto que a qualquer momento podem-se descobrir entrevistas até então desconhecidas.

Pela sua importância, foram escolhidas 6 entrevistas, as quais foram traduzidas desde o francês, espanhol e inglês. Cada um destes cinco entrevistadores tiveram o privilégio de visitar Verne na cidade de Amiens, em lugares tão distintos como a Sociedade Industrial de Amiens, a estação de caminho de ferro ou a sua própria casa.

Através destas entrevistas, e como parte do capítulo dedicado a conhecer a vida do escritor francês, o leitor conhecerá algumas das interioridades e ideias do autor que nunca foram expostas. Não é nenhuma casualidade que dos entrevistadores dois são jornalistas de nacionalidade inglesa e um norte-americano. Isto deve-se à profunda admiração que Verne sentia por ambos países e são precisamente estas entrevistas com jornalistas estrangeiros, as que possuem novos elementos que nos permitem conhecer um pouco mais da vida do famoso escritor.

Em ordem cronológica, começaremos por um encontro com Nellie Bly, a primeira mulher e também jornalista a dar a volta ao Mundo; depois Jules Verne em casa por Robert H. Sherard. Outra com o mesmo nome, mas desta vez realizada pela jornalista norte-americana Marie A. Belloc, sendo esta, apesar dos imensos erros, uma das mais importantes das que se fizeram ao escritor na qual se descobrem aspectos nunca antes explorados acerca da sua vida e obra. Segue-se Uma visita a Jules Verne do jornalista e escritor italiano Edmondo De Amicis e Jules Verne de Adolphe Brisson. Sherard, pela segunda vez, e muitos anos depois, volta a visitar Verne; e, por último, uma das últimas entrevistas feitas ao autor, em 1904 (1 ano antes da sua morte), pelo jornalista britânico Gordon Jones.

Listas de entrevistas disponibilizadas em português:

Adaptado da tradução em espanhol de Ariel Pérez.

1 comentário:

Anónimo disse...

Adorei estou no SESI mas sempre ligada no blogstop é td de bom para fazer lição è maravilhoso....

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...