sexta-feira, 6 de janeiro de 2006

Em Frente da Bandeira (1894, 1896)


Sinopse:

Harmonizam-se de forma inexcedível neste romance duas das características dominantes na vastíssima obra do autor: aventuras numa ilha misteriosa e antecipação científica. Boa parte da acção de «Em Frente da Bandeira» acontece, de facto, numa ilha com a forma de uma chávena invertida, onde se acoita um bando de piratas e a sua escuna «Ebba», que se desloca a grande velocidade apesar de não dispor nem de velas nem de hélice... A parte científica está a cargo de Thomas Roch um genial sábio francês inventor de um engenho autopropulsivo com vasto poder de destruição (como a bomba atómica), que determina a própria velocidade e acelera até atingir o alvo. É, porém, notório o desequilíbrio mental do cientista, cuja ambição desmedida o leva a odiar a Pátria por dela o terem banido. Assim, qual será a reacção de Thomas Roch quando lhe surge a oportunidade de utilizar a sua invenção contra os próprios compatriotas?

Contribua com a sua opinião acerca desta obra!

Para quem quiser conhecer um pouco mais a obra, aconselha-se a leitura do artigo Em Frente da Bandeira francesa da revista Mundo Verne nº6.  

1 comentário:

Roberto disse...

Acabei de ler mais uma obra do grande Julio Verne: De frente á Bandeira. Que delicia. Uma obra que mais uma fez mostra um Verne profético e à frente de seu tempo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...