quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

'20.000 Léguas Submarinas', o primeiro filme de ficção da Disney


O clássico da Disney, 20.000 Léguas Submarinas, é um filme de aventura de 1954, estrelado por Kirk Douglas como Ned Land, James Mason como Capitão Nemo, Paul Lukas como Professor Pierre Aronnax e Peter Lorre como Conseil. Dirigido por Richard Fleischer, 20.000 foi o primeiro filme de ficção cientifica da Walt Disney Productions, bem como o único filme de ficção do estúdio produzido pelo próprio Walt. Foi também a primeira longa metragem da Disney, a ser distribuído pela Buena Vista Distribution. O filme tornou-se a versão mais conhecida do livro homônimo de Jules Verne, e é citado como um dos primeiros exemplos do gênero steampunk.

A sinopse é  No ano de 1868, rumores de um monstro marinho atacando navios no pacífico causa panico entre os marinheiros, interrompendo as linhas de navegação. O Professor Pierre Aronnax, e seu assistente, Conseil, estão no seu caminho para Saigon, mais ficam presos em São Francisco pela suspensão de navios. O governo dos E.U.A convida Aronnax em uma missão para provar ou refutar a existência do monstro. Os seus colegas de tripulação inclue o Mestre Ned Land e o Capitão Nemo.


As filmagens de 20.000 Léguas Submarinas, começaram na primavera de 1954, com cenas filmadas em vários locais como Bahamas e Jamaica. Algumas das cenas eram tão complexadas que exigiam uma equipe técnica de 400 pessoas. O filme também apresenta outros desafios. A famosa cena do ataque da lula gigante foi filmada duas vezes: Uma no crepúsculo com o mar calmo, e a outra no meio da noite sobe uma tempestade para ''aumentar'' o drama, e poder esconder os cabos e outros funcionamentos mecanicos da lula animatronica. Os custos da produção o tornou no filme mais caro já produzido naquela época, superando ...E tudo O Vento Levou de 1939.
É claro que todo trabalho ardo no fim a recompensa. A equipe técnica levou o Oscar de Melhores Efeitos Visuais e Melhor Direção de Arte, além de terem sido indicados a Melhor Edição.
É claro, que o hoje os efeitos parecem antiquados mais vai por mim, eles eram incríveis para 1954, e destaque também para ótima trilha sonora do já conhecido da Disney, Paul Smith.


20.000 Léguas Submarinas foi o segundo filme mais visto daquele ano, atrás apenas de White Cristmas, e tornou-se um notável clássico da corporação Disney. O cinéfilos carinhosamente lembram da sequencia da lula gigante, além do design do Nautilus e o desempenho de James Mason como Nemo. O filme tem atualmente uma taxa de 88% de aprovação dos críticos no Rotten Tomatoes que diz: ''Um dos melhores filmes da Disney de Aventura, traz o clássico de Julie Verne em um sci-fi na vida real, e apresenta uma lula gigante incrível.''


O desempenho do elenco também foi reconhecido, e está foi a primeira vez que grandes estrelas de Hollywood como Kirk Douglas, trabalhavam em um filme da Disney. Algo que hoje em dia é costumeiro, a exemplo da versão de Tim Burton de Alice no País da Maravilhas.

Em 2010, David Fincher anunciou na San Diego Comic-Con, que tinha planos para dirigir um remake de 20.000 Léguas Submarinas para a Disney, com base em um roteiro de Scott Z. Burns. Nada sobre o remake foi anunciado ainda. Independente disto, eu me conformo com a versão de 1954, que é única, além do mas, clássico é clássico!!

Texto escrito por Beatriz Alencar do blog Cantinho Disney e cedido gentilmente para o Blog JVerne.

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...