sábado, 7 de fevereiro de 2009

O Farol do Fim do Mundo ainda funciona

O Farol San Juan del Salvamento é o mais antigo da Argentina. Está localizado na costa norte da Ilha de los Estados sobre as falésias do Monte Richardson (900 m).

Foi construído devido à necessidade de criar um meio de apoio náutico aos navios que navegavam na zona. A localização e construção do farol foram atribuídas a uma missão sob o comando do Comodoro Augusto Laserre em 24 de setembro de 1883.

Em 27 de abril de 1884 começou a construção do farol, um pequeno edifício octogonal de madeira, em cujos lados se localizavam janelas de vidro por onde emergia a luz, fixa, fornecida por oito lâmpadas de petróleo. Em 25 de maio de 1884 foi posto ao serviço, mantendo a sua atividade por um período de 18 anos.

Alinhar ao centro
Uma foto de 1898 do Farol San Juan del Salvamento que inspirou a história de Verne

Algum tempo depois, percebeu-se que a localização do farol não foi a melhor (a presença de ilhas próximas obstruía a sua visão) e colocaram-no fora de serviço, tendo sido substituído pelo Farol Ano Novo, na ilha Observatório, a alguns quilómetros a norte. Foi declarado Monumento Histórico pelo Decreto 1388/76.

O famoso escritor Jules Verne, entre outros, inspirou-se na solidão da ilha de los Estados e no seu farol para escrever a obra "O Farol do Fim do Mundo" (1901), onde três argentinos encarregados de cuidar do farol fazem frente a um grupo de doze piratas.

No verão de 1998, um grupo de franceses atraídos pela história deste farol, tão ligado à obra de Verne, reconstruíram-no com a ajuda do Serviço Hidrográfico Naval. Atualmente funciona através de painéis solares.


Uma foto atual do Farol San Juan del Salvamento reconstruído

Leiam mais sobre esta obra de Verne na Revista 'Mundo Verne' #2.

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...