segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Cargueiro espacial Jules Verne terminou missão

Os seis meses de vida do cargueiro espacial Júlio Verne passaram rápido e terminaram hoje. O aparelho de 13,5 toneladas desintegrou-se na região sul do Oceano Pacífico ao reentrar na atmosfera.

O cargueiro tinha sido fabricado pela Agência Europeia Espacial (ESA), especialmente para “alimentar” a Estação Espacial Internacional (ISS). O ATV (sigla em inglês para Veículo de Transferência Automatizada) levou cinco toneladas de mantimentos e combustível para a ISS e recebeu o lixo da Estação.

Foram necessários dois motores para desacelerar o cargueiro para este entrar na atmosfera. Os astronautas da ISS viram a luz projectada pelo veículo ao incendiar-se.

Tudo ocorreu correctamente. Esta foi a última parte da cadeia”, disse Simonetta di Pippo, directora do programa de voo espacial da ESA. Espera-se que a maior parte do veículo se incendeie e apenas fragmentos pequenos acabem por cair na água.

Foi uma corrida fantástica, tudo correu como o esperado. Apesar de ter havido emoções de todos os tipos, há muita satisfação depois de termos tido esta fantástica missão”, disse à BBC News, John Ellwood, o gestor do projecto do ATV no centro do controlador do cargueiro, em Toulose, França.

O Júlio Verne custou 1300 milhões de euros, foi o cargueiro mais complexo construído pela ESA. Os resultados foram tão bons, que os chefes de indústria da ESA já falam na construção de um novo cargueiro a partir de uma melhoria do projecto original para, por exemplo, transportar astronautas. Antes disso, contudo, é necessário desenvolver tecnologias para permitir que o próximo veículo volte para a Terra a salvo.

Nos próximos anos mais quatro ATVs vão abastecer a ISS, o próximo já em 2010. Provavelmente será um destes cargueiros que vai destruir a Estação, quando esta já não tiver mais manutenção, talvez no final da próxima década.

Fonte: Público

PS: Há uma foto dos cientistas na sala de controle, despedindo-se do cargueiro;
a foto ficou conhecida na Internet como "Bye bye Jules":



"Bye, bye, Jules"

Foto enviada pelo colaborador Carlos Patrício.

Fique com o vídeo da sua destruição:

1 comentário:

Carlos Patrício disse...

Missão cumprida e de forma exemplar. Também, com esse nome batizando o cargueiro, só poderia ser um sucesso mesmo.

Os fragmentos resultantes da explosão na reentrada da atmosfera caíram no mar, numa área sem ilhas, no Pacífico Sul.

Há uma foto dos cientistas na sala de controle se despedindo do cargueiro. A foto ficou conhecida na Internet como "Bye bye, Jules":

http://www.universetoday.com/wp-content/uploads/2008/09/jules-verne.jpg

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...