terça-feira, 25 de maio de 2010

J. Verne e a sua Ilha Misteriosa em 'Lost'

Desde o início de LOST que muito se tem falado sobre as semelhanças entre a série e a obra A Ilha Misteriosa de Júlio Verne. Agora que a série terminou, falemos um pouco sobre esta relação: A Ilha Misteriosa/Lost.
 
Começando pela análise do autor, J. Verne era um escritor que começava um livro após muita pesquisa, muito estudo, etc... e sabia como seria o final da trama após um desenrolar lógico. Muitos dizem que os argumentistas de Lost não tiveram a mesma ideologia de Verne adaptando as suas ideias ao longo da série. Será?
Bem, apesar deste ‘alinhamento', ou não, a verdade é que uma das obras em que os criadores se basearam foi mesmo A Ilha Misteriosa.


De facto, há várias influências e referências, à obra de Júlio Verne. Qualquer um que tenha lido o livro percebe que Lost é uma versão vitaminada da mesma história: um grupo de náufragos do ar (no romance, de um balão) cai numa ilha não-mapeada do Pacífico e tem de sobreviver graças ao seu engenho, ao mesmo tempo que encontram evidências de que não estão sozinhos, mas compartilham a ilha com uma entidade desconhecida, que ora se mostra benéfica, ora maléfica, e que, em todo caso, tem acesso a uma tecnologia superior. 

Falaremos agora mais detalhadamente de cada umas influências/similaridades da obra verniana com a série americana:

'Lost' vs. 'A Ilha Misteriosa'

-No episódio 'Whatever the Case May Be' (1x12) Shannon refere-se à Ilha como "Ilha Louca Misteriosa".

-Joop, o orangotango de 105 anos da Fundação Hanso (capturado por exploradores Britânicos) foi visto pela primeira vez no começo de Lost Experience. Isso é obviamente uma referência a Jupe (Júpiter), o macaco do romance. Numa tradução de Jordan Stump (2001, 2004, editora Random House), o nome do macaco soa foneticamente como Joop, para ser mais facilmente pronunciado pelos americanos. Dada a fama de Jules Verne e a fama do livro por todo o mundo, parece que o (ficcional) macaco capturado pelos exploradores só foi chamado assim após o romance de Verne.

-O elenco de Verne também têm um cão, chamado Top, que está com eles na ilha. Top é um cão de caça da geração "Anglo-Norman" com grande inteligência. Ele é um amigo confiável e capaz de entender e cumprir todas as ordens do seu dono o mestre Cyrus. Vincent é também um cachorro e parece saber algo mais sobre a ilha.

-A data da tempestade que consequentemente causou a queda do balão é 23 de Março de 1865 (perceba o número 23).

-O acidente ocorre por volta das quatro da tarde (16:00).

-Os prisioneiros escaparam usando um balão, que caiu às margens de uma ilha desconhecida, onde eventos misteriosos ocorrem. Como os aviões ainda não haviam sido inventados, isso parelha com o Vôo 815 Oceanic perdido.

-A queda do balão também lembra a queda do balão de Henry Gale, embora o dele tenha caído no interior da ilha e não às margens.

-As três partes: a Parte I narra a sobrevivência imediata das pessoas e também dá dicas sobre os acontecimentos misteriosos que virão (similar a primeira temporada); a Parte II mostra o pessoal explorando a ilha e descobrindo mais mistérios e termina com a descoberta de um navio (similar a segunda temporada); a Parte III mostra o aumento do perigo e a revelação final da ilha misteriosa. A terceira temporada de Lost também revela um crescente perigo quando os Outros provam um aumento das rivalidades com os sobreviventes do Vôo 815, embora não haja uma revelação final sobre a ilha ao final da terceira temporada.

-A presença de hostis na ilha: seis piratas isolados escondidos na floresta da ilha ameaçam os fugitivos. Isso é similar a presença dos Outros hostis.

-A proteção da ilha é perdida: estranhos eventos permitem que os fugitivos sobrevivam e evitem desastres (como um um sinal de fogo que os guia a um barco à velas e eles descobrem suprimentos de sobrevivência). Essa proteção é perdida quando seis sórdidos piratas estão perdidos na ilha. A fé de Locke na benevolência da ilha é perturbada quando o monstro de fumaça tenta atacá-lo.

-Cyrus Smith é um engenheiro e líder dos fugitivos. Ele tem uma grande base de conhecimento e leva todas as coisas para um lado metódico e científico. Alguns traços desse personagem estão em Jack. Aqui está uma frase do livro que diz respeito a Cyrus: "Entretanto, o obstinado senso de razão dele foi exasperado para deparar a si mesmo com um completamente inexplicável evento e ele enfureceu-se com o pensamento que o rondava, ou talvez que estava acima dele, escondido numa influência que ele não poderia definir." (Parte II, Cap. VI)

-Harbert Brown é um menino órfão de 15 anos, filho de um capitão do mar e que tem talento para a natureza. Ele é capaz de identificar um vasto tipo de flora e fauna da ilha, o que é um inestimável talento para os fugitivos. Ter um miúdo entre os fugitivos é parecido com o papel de Walt junto aos sobreviventes. O talento da natureza, numa menor proporção, para os sobreviventes é Sun.

-Gideon Spilett é um jornalista do New York Herald. Enquanto lhe falta uma habilidade especializada, ele compensa com a dedicação de ajudar da melhor maneira que puder. Charlie tem alguma dessas características. Gideon é capaz de salvar Harbert de um quase fatal ferimento causado por tiro. Então, ele tem alguma experiência médica como Jack.

-Pencroff é um fidedigno, mas também um determinado e vivaz marinheiro.

-Neb é um empregado Afro-Americano de Cyrus Smith. Ele é devoto de Cyrus e determinado a fazer qualquer coisa para cuidar dele. A especialidade dele é cozinhar, embora ele também seja um bom caçador e ajude com todos os esforços aos fugitivos. A devoção dele é reminiscente a relação de Rose-Bernard.

-Ayrton é um marinheiro que foi exilado da Ilha Tabor quando o plano dele de tomar o navio para pirataria foi descoberto. Ele vive na ilha por 12 anos até quando descobriu os fugitivos. O isolamento levou-o à loucura. Demorou muito até que os fugitivos conseguissem trazê-lo de volta a normalidade e convencê-lo de que a culpa dele havia sido perdoada. Apesar dos esforços, ele ainda vivia separado dos fugitivos. Esse personagem é muito parecido com a mulher francesa, Rousseau.

-Top é um cachorro com grande inteligência. Ele é uma amigo confiável e capaz de entender e cumprir todas as ordens do seu dono o mestre Cyrus. Vincent é também um cachorro e parece saber algo mais sobre a ilha.

-Em A Ilha Misteriosa, o colonizador usa dinamites para explodir uma caverna submersa que mais tarde torna-se um lar melhor que o anterior, na praia. Os sobreviventes usaram dinamites para explodir a escotilha que também tornou-se um lar melhor que a praia.

-Na obra, o engenheiro e o jornalista mantêm segredo sobre a existência de outras pessoas na ilha. Muito parecido com o que aconteceu em Lost, onde alguns personagens guardaram segredo sobre os Outros.

-O Capitão Nemo usava uma ilha deserta no pacífico com local onde ele poderia conduzir experiências e construir um barco utilizando electricidade, que na época do romance a electricidade era uma coisa quase mágica. Muito parecido com a Iniciativa DHARMA e os propósitos dela com a ilha.

-Na A Ilha Misteriosa, os colonizadores vêem-se como mestres do próprio destino. Já o capitão Nemo estava-os ajudando sem o conhecimento deles. Muito parecido com a dualidade Destino vs. Livre Arbítrio na Ilha.

-No episódio 'Fallow the leader' (5x15), James "Sawyer" Ford responde ao capitão do submarino quando este lhe pede para não causar problema: "Nem pensamos nisso, Nemo."

-No último episódio da série, e como acontece no final de A Ilha Misteriosa, a ilha começa a mostrar sinais de querer explodir.


Há outras obras de J. Verne que são referência em Lost como:

-The Survivors of the Chancellor é o livro que Regina está a ler esse livro de cabeça para baixo quando Minkowski quer falar com Sayid e Desmond no cargueiro (7º episódio da 4ª Temporada). Esta obra trata sobre sobreviventes de um navio afundado que vivenciam uma série de eventos terríveis.

-No 'Flashes Before Your Eyes', existe um whiskey com o nome de MacCutcheon em Lost. Almirante MacCutcheon é o nome do personagem de remake para televisão de uma história clássica dos cinemas, Vinte Mil Léguas Submarinas (de Júlio Verne). Neste remake, Adewale Akinnuoye-Agbaje faz o papel do Cabo Attucks. 

Algumas destas informações foram retiradas do site de fãs dedicado à série Lost: Lostpedia.

1 comentário:

Ana Paula disse...

Por acaso, gosto da série, embora nem sempre a tenha acompanhado.

Gostei de ler! Interessantes e bem assinaladas as semelhanças...

Obrigada. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...