quarta-feira, 7 de maio de 2008

J. Verne no 'Second Life'

Nós todos temos agora a oportunidade de vivermos simultaneamente duas vidas. A real e agora uma virtual através de um simulador no vosso computador.
Para isso basta acederem ao site, fazerem gratuitamente o download do programa, registarem a sua personagem com um nome virtual e podem logo entrar no Mundo Virtual do Second Life!
Lá, podem comprar terrenos e construir as vossas casas, guiarem os mais luxuosos barcos e carros, visitar os mais belos hotéis, conversar e assistir palestras com os vossos amigos, entre outras coisas e/ou apenas visitar os locais que mais gostam.
Foi o que eu fiz e deparei-me com alguns Mundos Vernianos lá presentes que irei mostrar.



Pesquisando pelas palavras "Jules Verne" em places, começamos por entrar na zona onde está o "St Michel, the Jules Verne Museum" registado por Veritas Raymaker (nome virtual). É sem dúvida o local mais interessante neste mundo sobre o escritor francês.
Logo no início podemos encontrar a primeira referência a Verne: o famoso balão tão utilizado em algumas das suas obras. Este veículo dá-nos as boas vindas com o nome do local onde nos encontramos estampado no seu pano. Podemos com ele fazer uma pequena viagem nele caso queiram. Já em terra, se seguirem na direcção da água poderão reparar nas entradas para as galerias subaquáticas. Activando a opção fly e entrando nelas através do botão do rato, podemos ver a beleza do mundo subaquático como terão visto as personagens de 20000 Léguas Submarinas no famoso Nautilus. Por falar nele, é muito natural que esteja por perto. Tentem descobri-lo como também a entrada para o centro da Terra e o simulador From the Earth to the Moon...



Voltando à pesquisa entramos numa nova zona chamada S.M.S. Squelch Club - MAGIC LAND. Este trata-se de um fantástico Mundo Verniano onde podemos encontrar algumas máquinas maravilhosas inventadas por Verne como é o caso do Columbiad de Da Terra à Lua, entre outras... Reparem na alta Torre Jules Verne (tem pisos para arrendar) com um desenho do autor no seu interior e uma foto sua no elevador.



Seguimos para uma nova localização, a zona de New Babbage, outro novo mundo baseado não apenas em Verne como também nas obras de Wells, Gibson e Pullman. Recomendo uma "vista de olhos" nesta cidade do século XIX.

Por último, avançamos para Sybirya, um mundo com uma galeria especialmente dedicada a J. Verne elaborada por italianos. Para a visitar voltem-se para o lado esquerdo (de quem olha para a entrada do castelo) e irão reparar numa foto sua por cima de uma abertura nas pedras. Entrando, deparam-se com mais uma foto do autor em tamanho grande e referências à obra Viagem ao Centro da Terra. Seguindo, sempre no modo mouselook activado pela letra M no teclado, poderão ler em inglês uma pequena biografia do autor e ver fotos tanto do submarino Nautilus como também de capas de alguns dos seus livros. Reparem na foto por detrás deles... Trata-se da foto da estátua de Nemo em Vigo, estátua que mereceu a minha visita em Fevereiro.
Subindo pelas escadas encontram fotos do primeiro filme baseado numa obra de Verne. Na varanda poderão contemplar a vista e sair pela janela, não se preocupam que o vosso personagem não se magoa. Agora, e ainda com a opção mouselook activado, reparem na torre que subiram. Conhecem? Trata-se da famosa torre da sua casa em Amiens, onde viveu de 1882 a 1900.



Espero que tenham gostado desta visita-guiada por este novo mundo virtual.
Continuem a "voar" nele e se descobrirem mais mundos Vernianos não hesitem em comunicar.

3 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde,

Chamo-me Paulo Ferreira e sou documentalista na editora de manuais escolares Santillana/Constância.

Neste momento estou a trabalhar numa enciclopédia vocacionada para o estudante, mais concretamente no volume subordinado à literatura universal, onde não poderia deixar de ser mencionado o escritor Júlio Verne.
Para ilustrar o artigo sobre este vulto da literatura gostaria de reproduzir um desenho ou a capa de um dos seus livros. Preferencialmente das primeiras edições portuguesas ou francesas.
O caro tem algum destes volumes na sua colecção? Caso afirmativo, pode digitalizar/fotografar e enviar-me por e-mail?
Desde já agradeço a sua colaboração,
Paulo Ferreira
pferreira@santillana.pt

Lucas Conrado disse...

Poxa, que legal!
Nunca tinha "jogado" second life, nem tinha me interessado muito, mas vendo esse texto, me deu vontade de dar uma passada.
É pago?

Fred disse...

Lucas, baixe-o em http://secondlife.com/ gratuitamente.
abraço

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...