sexta-feira, 10 de outubro de 2014

35 anos depois, eles estão de volta (Por onde andaram?)

É, provavelmente, desde o início desta minha paixão verniana, que começou nos meus 12/13 anos, que tenho estado numa aventura constante à procura intensiva pelos livros vernianos editados pela Edições António Ramos, Lda lançados no final da década de 70. Estas edições vernianas eram de bastante interesse para mim devido ao facto de ter sido a única a lançar, até hoje, obras inéditas. Inexplicavelmente, foram lançados muito poucos exemplares o que os torna raríssimos de encontrar. Muitas foram as tentativas de os tentar adquirir fosse em alfarrabistas (Br: sebos), sites de vendas ou em bibliotecas mas a verdade é que esta constante procura sempre se mostrou infortuna tendo recorrido (vou ser honesto porque ninguém nos está a ler) à sua cópia quando encontrava uma ou outra obra desta edição verniana nas diversas bibliotecas por onde passava.

Hoje, quando visitava o hipermercado Jumbo da minha cidade, Porto (Portugal), foi com bastante surpresa e muita alegria que vi à venda dezenas e dezenas de exemplares destas edições, como novos (parecem saídos da tipografia de 1978), o que sugere terem sido recentemente descobertas num qualquer armazém perdido e postas agora à venda... e por apenas 1€, pasme-se!

Como já referi, são edições, para mim, de bastante interesse. Sei que as capas são feias mas o conteúdo é extraordinário pois contém algumas obras em português que nunca foi foram editadas por outras quaisquer editoras que regularmente publicam as mais conhecidas obras vernianas seja em Portugal ou no Brasil. No entanto, chamo a atenção por alguns destes livros terem um erro na capa... o nome do autor!


Comecemos em 1978 pelo lançamento de A espantosa aventura da missão Barsac em dois volumes. Trata-se uma história póstuma (editada após a morte de J. Verne) mas modificada e finalizada pelo seu filho Michel. A versão original e inacabada por J. Verne teve o nome de Viagem de Estudos e que nunca foi lançada em português. A versão de Michel é o que de mais próximo temos a essa versão.



No mesmo ano foi lançada o coletânea de novelas Ontem e amanhã com os contos O destino de Jean Morénas; A mistificação; No século XXIX: O dia de um jornalista americano em 2889; O eterno Adão, todas novamente modificados pelo seu filho Michel. Foi também lançada nesse mesmo ano a obra O segredo de Guilherme Storitz por Michel Verne. Em 2005, foi lançada a versão original pela Editorial Notícias.


No ano seguinte, é lançada Histórias Inesperadas contendo: Mestre Zacharius ou O relojoeiro que perdeu a alma, O conde de Chanteleine, Frrit-Flacc, Gil Braltar e Aventuras da família Ratão, todos originais, escritos por J. Verne.


Em 1980, é lançado um dos livros mais ricos desta coleção denominado Antecipações e Textos Esquecidos. Trata-se de uma edição contendo Crónicas Científicas (contém uma crónica acerca do lançamento do balão "Gigante" do amigo Nadar), Estudos Literários (com um estudo sobre o Edgar Alan Poe por quem tem uma grande admiração) , Declarações e Testemunhos (contém a carta de agradecimento de J. Verne à Sociedade Dickens onde o autor mostra a sua admiração pelo escritor inglês), Impressões e Memórias (dois contos reais que ocorreram com o próprio), Antecipações (dois contos inéditos em português, um deles sobre Amiens, a sua cidade Natal) e Discursos Diversos.

 

Posteriormente, segui-se o lançamento de O Piloto do Danúbio, e em dois volumes, O Homenzinho (P’tit Bonhomme), ambos textos originais.



Fica a pergunta. Por onde andaram estes livros durante mais de 35 anos?
Só Verne para nos fazer uma surpresa destas;)

8 comentários:

Anónimo disse...

Será que tem em todo o país? nomeadamente em guimarães?

Carlos Patrício disse...

Que tesouro!!!

Fred, esse foi um verdadeiro golpe de sorte. Pelo que você relata, parece mesmo que as edições estavam em alguma "cápsula do Tempo" apenas esperando para voltar a ver a luz no momento certo (ou seja, agora - e bem na hora em que você foi fazer compras no supermercado!). E o melhor, a um preço mais do que camarada...

A verdade é que muitas vezes essas preciosidades são pouco consideradas pelas pessoas que as descobrem. E vão para as prateleiras do comércio a um preço inacreditável. Temos só que contar com a Sorte para estarmos lá na hora certa e no momento exato, e aproveitarmos a oportunidade.

Interessante também notar que são todas obras pouco conhecidas e, como você disse, raramente publicadas. Foi uma ótima oportunidade para completar a colecção e ter a disposição alguns dos textos vernianos menos conhecidos, mas igualmente imperdíveis!!

Faltou apenas - e falta sempre alguma coisa! - uma edição em português para a já lendária obra "O Testamento de Um Excêntrico"... mas tenhamos fé, aquela fé que Verne sempre demonstrou através de seus personagens, porque um dia havemos de, quem sabe num sebo, numa feira de livros ou num prosaico supermercado, encontrar, entre pilhas de livros usados e esquecidos, o Santo Graal dos vernianos!

Boa leitura, amigo Fred!

Anónimo disse...

Podia-me dizer em que jumbo no porto encontrou?

Frederico J. disse...

Caros anónimos, adquiri os meus exemplares no Jumbo do Marshopping. Ainda não tive conhecimento da sua existência noutros Jumbos do país.

Frederico J. disse...

Amigo Carlos, essa obra, ao contrário destas, não tenho conhecimento que tenha sido lançada em português. Sei que Verne é sempre capaz de nos surpreender quando menos esperamos mas desta vez sinto que todos nós, vernianos, teremos que unir esforços e procedermos à sua tradução.

Abraço meu companheiro de leitura.

Anónimo disse...

Adquiri os meus também no marshopping, muito obrigado pela notícia.

Para interessados, os livros encontram-se na zona "tudo a 1euro" do jumbo, e não na secção dos livros!

roberto disse...

Caro Frederico, só mesmo obras de Verne para prepararem uma surpresa dessas.,que tesouros.
Aqui no Brasil tenho procurado em um site chamado estante virtual e consegui encontrar alguns livros de Verne que normalmente não se acham como a obra FORA DOS EIXOS, EM FRENTE A BANDEIRA, mas outras obras são mais difíceis.
Parabéns por esta descoberta.
Grande abraço.

Mário Gaspar disse...

Tenho que agradecer a este blog a referência feita a estes livros. Por esta indicação, consegui obter, ontem (21 Outubro), 9 exemplares no "Jumbo" de Guimarães. Para quem estiver interessado, restam ainda dezenas de livros. Sugiro um telefonema (neste caso deixo o número de telefone que utilizei para Guimarães: 21 711 83 00 - o "indicativo" é de Lisboa, mas atendem na cidade do Fundador). Como apaixonado por todas as páginas escritas pelo Júlio Verne, fiquei feliz... tenho centenas novas para ler.
Cordiais cumprimentos. Mário Gaspar.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...