sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Júlio Verne, 180 Anos!

Desde sempre, é fácil observar-se a influência da obra de Júlio Verne na formação cultural e profissional de inúmeras gerações de pequenos (e grandes) leitores que, levados pela mão do excepcional escritor e inspirados pelos feitos e conquistas de seus heróis mitológicos, tornaram-se exploradores, cientistas, engenheiros, astrônomos, aeronautas, geógrafos, geólogos, mineralogistas, oceanógrafos, biologistas marinhos, urbanistas, arquitetos, agrônomos, literatos, matemáticos, filósofos, escritores e professores das mais diversas áreas.

É gratificante constatar o incrível número de pessoas, de todas as idades e em todo o mundo, que até hoje confessam terem sido influenciados por Verne, suas idéias e, principalmente, seu ideais. Ele, ao popularizar a Ciência, tornou-a, talvez paradoxalmente a primeira vista, um bem cultural para seus leitores. O leitor de Verne é apresentado de forma extremamente prazerosa, mas não por isso menos rigorosa e eficiente, a uma espantosa quantidade de informações técnicas e científicas, cobrindo a maior parte das descobertas e dos avanços da Humanidade. Isso certamente criou um vínculo entre nossa percepção da Ciência e aquele que a ela nos apresentou.

Imagem elaborada e cedida gentilmente por Cláudio Soares autor do romance Santos Dumont Número 8 e do blog PontoLit, blog que hoje também homenageia o autor pelo seu 180º aniversário.

Ao mesmo tempo, o Homem é sempre colocado como o ápice, artífice e objeto principal desse desenvolvimento, que para nada serviria se não fosse aplicado e aproveitado para o bem de todos. Verne soube, como talvez ninguém em sua época, a fundamental importância da inteligência, da cultura, da ética e da firmeza de caráter para a personalidade do indivíduo. Nós, leitores vernianos, temos essa primazia, a de termos sido orientados por tais valores. E um eterno débito de gratidão com nosso generoso mestre.

Hoje, oito de fevereiro, comemoramos cento e oitenta anos de nascimento do nosso escritor favorito. Mais do que seus livros, o homem Verne é objeto de estudos e pesquisas hoje em dia, em vista de ser, como muitos de seus personagens, um grande e quase insondável mistério.

Verne certamente não foi um homem totalmente feliz. Apesar de vitorioso em sua profissão, que ele verdadeiramente amava, vivia pressionado por editores, pelos prazos exíguos, pela exigência do sucesso constante. Ignorado pela Academia Francesa de Letras, que nunca o acolheu entre os seus membros, cercado por um ambiente familiar degradado, vitimado por rótulos preconceituosos, acometido por doenças no fim de sua vida ... e talvez nunca tenha se realizado plenamente no Amor.

Mas ao mesmo tempo, celebrou a Humanidade e seus feitos; suas conquistas e avanços; o desenvolvimento dos povos e dos Homens; a audácia, a bravura, a nobreza de propósitos, o positivismo, a crença no amanhã. Foi precursor, visionário, inventor. Sonhou e fez sonhar com ele. E nos tornou o que somos.

Feliz aniversário, amigo.

2 comentários:

Frederico disse...

Amigo, estou sem palavras! Mais uma vez um belíssimo texto.
Realmente temos muito a dever a Verne não só pelas suas Viagens Extraordinárias mas também pelo que ele nos ensinou, ajudou e influenciou.

Neste dia não festejamos apenas o nascimento deste magnífico escritor mas também, para muitos, o nascimento da leitura. O meu primeiro contacto com um livro, e acredito que também como muitos membros, foi com uma obra de Júlio Verne. Foi ela que me deu a magia da literatura e o gosto por esta. Foi com ela que entrei num Mundo fantástico que até então não tinha experimentado e que achava inferior, por exemplo, ao mundo dos videojogos...ah, como eu estava enganado!
Desde então não parei de me ficar mais sábio, mais culto, mais inteligente, e além do mais ainda "ganhei" viagens a todos os cantos do Mundo...
Tudo graças a JÚLIO VERNE!!!

Parabéns meu amigo e que passes este dia junto com os teus entes mais queridos...e agora também na companhia do nosso amigo e estudioso verniano, Zvi Har'El.

Lucas Conrado disse...

Não sei se já disse, mas quero me tornar jornalista e escritor. E Verne está me servindo de inspiração para uma história que ainda estou fazendo os primeiros rascunhos. O personagem principal, assim como eu, é um leitor de Verne que decidiu dar uma volta ao mundo (ainda quero fazer isso).
Júlio Verne foi, e ainda é, o maior escritor de todos os tempos. Tanto pelo seu lado visionário, quanto pelo seu lado humano. Desejo feliz aniversário (atrasado) a esse grande nome da literatura e da ciência.

Parabéns amigo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...