domingo, 25 de março de 2012

Júlio Verne é tema do Colóquio «Literatura e Ciência» na Univ. de Aveiro (Portugal)

A seminal ficção científica de Júlio Verne, que falou de submarinos, máquinas voadoras e de uma viagem à lua, muito antes de tudo isto ser realidade, ou a obra de Camões, iluminada pelo espanto das novas descobertas impulsionadas pelos portugueses, serão temas do colóquio de dia 27 de março, na Universidade de Aveiro (Portugal). O Colóquio «Literatura e Ciência» decorre a partir das 14h00 na Sala 2.0.3, do Departamento de Língua e Culturas (DLC), e está integrado do Festival das Letras 2012.

Na iniciativa participam Jorge Paiva, botânico e professor aposentado da Universidade de Coimbra, que falará das plantas na obra de Camões, e Alfredo Rasteiro, médico e professor aposentado de História da Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, abordará o tema «Literatura e imagem científica no Renascimento». Participam ainda Carlos Morais e Fernanda Brasete, professores do DLC, que intervêm sobre plantas e perfumes do mundo antigo, e ainda Vitor Bonifácio, professor do Departamento de Física, sobre Júlio Verne.

O Colóquio «Literatura e Ciência» surge a partir do projeto «Dioscórides e o Humanismo Português: os Comentários de Amato Lusitano», coordenado por António Andrade, professor do DLC, que explora a confluência entre história, literatura e ciência e é centrado na obra do médico cristão-novo Amato Lusitano que viveu em Ancona no século XVI. Amato Lusitano, que integrou os novos conhecimentos que surgiam com os Descobrimentos, foi marcante na evolução da ciência, nomeadamente a química, botânica e medicina. O Colóquio assenta numa parceria entre o DLC e o Centro de Línguas e Culturas da UA.

Mais informações no documento em PDF:
Programa Colóquio Literatura e Ciência

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...