quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Revista 'Mundo Verne' #1 (versão em português)

A magnífica revista “Mundo Verne”, já falada aqui no blog no dia 4 de Setembro, tem agora uma versão em língua portuguesa!

Como sabem, o português é a quinta língua mais falada no mundo, aproximadamente 230 milhões falantes, e por este e outros motivos, eu, Frederico Jácome (Portugal) e Carlos Patrício (Brasil), achamos que seria uma boa ideia traduzi-la para português.
 Entramos em contacto com o fundador da revista, Ariel Perez, o qual nos agradeceu por esta fantástica ideia. Aliás, já tinha pensado em propor tal ideia pois tinha incluído os mapas do Brasil e Portugal na capa da sua primeira edição.

Esta revista electrónica, agora em português, será a revista de referência sobre a vida e obra de Jules Verne para todos os lusófonos do mundo.
Neste primeiro número destaca-se um artigo onde se analisa se Verne pode ser, ou não, considerado o pai da ficção-científica, uma análise do primeiro filme baseado numa obra de Verne, um estudo sobre a obra “A Galera Chancellor” e o primeiro capítulo do texto inédito Pierre-Jean.
Mundo Verne 1



Esta versão em português era o mínimo que nós podíamos fazer a alguém que nos fez dar a volta ao mundo, percorrer 20.000 léguas pelo mar, ir ao centro da terra e até viajar até à lua sem sairmos de nossa casa, não acham?
Vamos então divulgar esta fantástica revista!
Abraço a todos os fãs vernianos.

3 comentários:

Carlos disse...

Eu só queria dizer que traduzi, mas não concordo com uma afirmação polêmica de Ariel - a de que é H.G.Wells o pai da Ficção-Científica, e não Verne.

Minha opinião segue a linha de raciocínio do próprio Verne, expressa no quadro cinza da página 10, quando o velho escritor, elegantemente, elogia o poder de imaginação de Wells mas faz ressalvas quanto a diferença de seus estilos.

Deixando claro que não desmerece um pelo outro, Verne diz que são estilos diversos, posto que seus trabalhos se baseavam em dados técnicos e pesquisas científicas, enquanto Wells soltava a imaginação sem a preocupação de embasar suas afirmações em fatos concretos.

Fred disse...

Apesar de algumas diferenças de opinião, penso que a revista foi muito conseguida!

Podemos aprender muito mais sobre Verne lendo-a.

E os visitantes do blog o que acharam da revista?

Guy_Fawkes disse...

Nem Julio Verne, nem H. G. Wells: o verdadeiro "pai" da Ficção-Científica na verdade era uma "mãe": MARY WOLLSTONECRAFT SHELLEY!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...